A Natureza Ensina/Atletismo e meio ambiente de mãos dadas

0
535

A Associação Natureza Ensina nasceu em Corroios em Dezembro de 2009. Como o nome indica, o ambiente esteve na génese do clube. O atletismo surgiu em 2012 e já conta com uma centena de praticantes, com resultados de relevo. Sofia Bastos é a presidente deste clube que ainda aguarda por uma sede, já bem merecida.

A Associação Natureza Ensina nasceu em Corroios, em Dezembro de 2009. A explosão demográfica no concelho do Seixal verificada desde 1960, pôs termo às quintas rurais. A Associação criou então um projeto arrojado que visava a construção de uma quinta pedagógica e pretendia mostrar às crianças, não só o que era a vida rural, mas desenvolver atividades em vários domínios de interesse.

Ainda não foi possível concretizar o sonho da quinta pedagógica mas nem por isso, a Associação tem deixado de ser interventiva em atividades relacionadas com o meio ambiente.

“O ambiente é muito bom. Os atletas trazem outros para o nosso seio… A ideia é irmos até aos 150/200 atletas”

Da quinta pedagógica para o atletismo

O atletismo surgiu mais tarde, em Junho de 2012. Havia na Associação uma senhora que tinha o marido a correr. Como havia quem quisesse participar no Troféu de Atletismo do Seixal, em boa hora se aproveitou o facto de já haver a Associação Natureza Ensina, devidamente legalizada.

Sofia Bastos é a atual presidente deste clube que ainda não tem uma sede, funcionando a sua casa como tal. Sede já bem merecia, face ao trabalho desenvolvido nestes sete anos de atividade.

logo-naturezaA NATUREZA ENSINA

Concelho: Seixal

Ano fundação: 2009

Presidente: Sofia Bastos

Sócios: Vai ter brevemente

Atletas: 100, sendo 20 federados

Técnico: 1

Uma centena de atletas

A Associação ainda não tem sócios mas vai avançar este ano com a quotização. Tem em funcionamento apenas a secção de atletismo, já com cerca de uma centena de atletas, dos quais 20 estão federados na Associação de Atletismo de Setúbal.

David Rosa é o responsável da secção e também o treinador. Explicou-nos como é possível a uma clube com escassos quatro anos e meio de atletismo, ter tantos atletas: “O ambiente é muito bom. Os atletas trazem outros para o nosso seio. Depois, também estamos atentos aos que correm como individuais, aos que começam a correr, aos que saem de outros clubes. Estamos sempre a crescer, em cada ano, saem muito poucos e entram muitos. A ideia é irmos até aos 150/200 atletas”.

O clube participa em provas de pista, estrada, cross e trail. Tem 13 maratonistas, sendo 11 deles do sexo masculino.

foto-7-naturezaApoio possível aos atletas

O clube tem tido apoios financeiros da Câmara Municipal do Seixal, da Junta de Freguesia de Corroios e de algumas empresas. Os apoios vão dando para as despesas.

Não existe um orçamento, mas segundo David Rosa, gasta-se perto de 600/700 euros anuais em equipamentos.

O apoio aos atletas passa pela oferta de uma camisola, um polo, um fato de treino e em algumas despesas dos federados.

A secção ainda não organizou provas mas irá estrear este ano a S. Silvestre de Corroios. Quanto às principais dificuldades na prática da modalidade, David Rosa refere a dificuldade em conjugar os horários de cada um para a realização dos treinos.

“Venham juntar-se à nossa equipa. Oferecemos boa disposição e aconselhamento técnico. Uma das equipas mais fortes da Grande Lisboa onde todos contam, sejam atletas de competição ou de lazer! Vem viver este espírito!”

foto-3-naturezaResultados animadores no Troféu de Atletismo do Seixal

Os bons resultados já começaram a aparecer, a nível concelhio, regional e até nacional. No Troféu Atletismo do Seixal, foram terceiros em 2015 e segundos em 2016. “Foi um ano de muita animação e disputa. Para uma equipa que não tem sede e vive de uma fortíssima união dos seus elementos, foi um magnífico resultado. Se podia ser melhor? Sim, podia, mas ombrear com um clube com mais de 40 anos de história e obra feita como o Clube do Alto do Moinho, é uma tarefa hercúlea. Além disso, não temos ainda a estrutura suficiente para ganhar. Falta-nos uma aposta direcionada para a formação e só corremos com atletas do atletismo, sem possibilidade de utilizar atletas de outras modalidades. Também acreditamos que temos que apostar igualmente em competições de federados bem como em provas por esse país fora, de modo a levar o nome do Seixal e Corroios mais longe.”

Fazer história no Regional de Corta-Mato

Mais recentemente, A Natureza Ensina atingiu o seu maior feito na sua curta história ao tornar-se campeã regional de corta-mato do Distrito de Setúbal em veteranos masculinos e vice campeões em femininos absolutos. Foram ainda quintos em seniores masculinos.

A nível individual, merecem destaque, José Neves (recente vencedor do escalão M45 na maratona de Lisboa  e da Meia-Maratona dos Descobrimentos)  e Mário Boucinha (vice-campeão nacional de 5.000 metros no seu escalão M40).

foto-2-natureza“Procuramos convidar as pessoas, mais pelo seu carácter do que pela sua capacidade atlética, o que tem permitido construir um magnifico ambiente”

 

 

Cão que desiste dos treinos

Quanto a estórias, David conta-nos uma passada com um cão: “ ele acompanhou-nos num treino longo de 20 km em todo o percurso e chegou ao fim mais fresco que todos. O cão apareceu em mais alguns treinos mas desistia cedo até que deixou de aparecer”.

Todos contam!

A terminar, o nosso entrevistado apontou a filosofia do clube em que todos contam. “ A nossa equipa está aberta a toda a gente. Todos têm o seu lugar, os altamente competitivos bem como os da cauda do pelotão. Todos contam! Procuramos convidar as pessoas, mais pelo seu carácter do que pela sua capacidade atlética, o que tem permitido construir um magnifico ambiente. Depois tentamos transformar runners em atletas, para isso realizamos treinos conjuntos duas vezes por semana em que agrupamos os atletas consoante o seu valor, de forma a irem melhorando o seu nível, o que trará benefícios para a equipa.”

 

 

 

 

Deixar Resposta