Benfica (M) e Sporting (F) dividem títulos de Crosse Curto

0
222

Não houve surpresas no Nacional de Crosse Curto, realizado este sábado em Torres Vedras, como habitualmente com ausência de vários primeiros planos, em especial no setor feminino. O Benfica dominou nos homens e o Sporting nas mulheres.

Sem os elementos que uma semana antes se haviam sagrado campeões coletivos de Crosse Longo, o Sporting “entregou” desde logo ao Benfica (de qualquer forma favorito) o título masculino. Samuel Barata, campeão nacional júnior de corta-mato em 2012 e de sub’23 em 2015 (e campeão nacional de estrada sub’23 em 2014 e 2015) chegou ao título de Crosse Curto, deixando o consagrado Rui Pinto a cinco segundos e o melhor sportinguista, Bruno Albuquerque, a dez. Coletivamente, mesmo sem poder contar com Samuel Freire, quarto classificado mas estrangeiro, o Benfica somou 19 pontos, contra 32 do Sporting e 77 do Maia AC. Eduardo Mbengani (7º) e Ricardo Ribas (11º) completaram a equipa, enquanto o Sporting contou ainda com Paulo Pinheiro (9º), Hugo Almeida (10º) e Hugo Correia (13º). Destaque para dois “intrusos” nesta luta Benfica-Sporting: Hugo Santos, do Jardim da Serra (5º), Nuno Lopes, do CA Seia (6º) e Bruno Paixão, do Beja AC (8º).

Na prova feminina, Daniela Cunha, que fora terceira no crosse longo, repetiu o título do ano passado, desta vez à frente de Marta Martins (Srª Desterro) e com Ercília Machado (Sporting) novamente na terceira posição. O Sporting meteu quatro atletas entre as cinco primeiras – ainda a veterana Sandra Teixeira (4ª) e Susana Godinho (5ª) ganhando com 13 pontos, contra 51 do RD Águeda, que repetiu o segundo lugar do crosse longo, e 79 da UD Várzea.

Helena Alves (UD Várzea), 7ª na geral, e Miguel Marques (Sporting), 14º, sagraram-se campeões sub’23.

Deixar Resposta