Rui Pinto e Jéssica dominaram mais uma «sub» época de crosse

0
341

O panorama do meio-fundo nacional – e, como consequência, o do crosse – continua (e continuará) frágil e agravou-se esta época com as lesões de Dulce Félix (não competiu) e Sara Moreira (regressou no Nacional, com desistência). Rui Pinto (dois anos depois) e Jéssica Augusto (nove anos depois!) regressaram aos títulos nacionais mas, em termos internacionais (Europeu e Mundial), o saldo é nulo. E o 2º lugar do Sporting na Taça dos Clubes Campeões Europeus (masculinos) vale o que vale…

No Europeu de Chia (Itália), em dezembro, Salomé Rocha (18ª) e Inês Monteiro (21ª), sem brilharem, foram exceções em classificações modestas e a (desfalcada) seleção feminina foi apenas 9ª entre 12, enquanto a de juniores masculinos foi 9ª entre 10 (e só em duas das seis provas, Portugal apresentou equipa). No recente Mundial, em Kampala (Uganda), apenas duas juniores portuguesas presentes, uma na parte final da classificação, outra desistente. É o panorama, bem triste, do meio-fundo português, agravado pelo desinteresse dos principais atletas em estarem nestas competições, nas quais Portugal brilhava.

A nível de clubes, o Sporting esteve em foco. Com a preciosa ajuda do argelino Rabah Aboud, contratado unicamente para esta competição e que foi 2º classificado, a equipa, também composta por Licínio Pimentel (12º), Rui Teixeira (14º) e António Silva (17º) foi segunda, apenas batida pelos turcos do Istambul BBSK…  desta vez sem naturalizados! Depois, o Sporting voltou a superiorizar-se ao Benfica no campeonato nacional (19-21 pontos), mesmo sem contar com o lesionado Rui Teixeira. No setor feminino, o Benfica, com Dulce Félix lesionada, ficou sem equipa e não foi nem à Taça dos Campeões nem ao Nacional. E o Sporting “passeou” a sua superioridade por cá. Ao Benfica restou o bem pouco significativo triunfo no Nacional curto masculino, no qual o Sporting poupou os campeões do longo.

Em suma, mais uma época de corta-mato sem brilho…

 PÓDIO MASCULINO

1º RUI PINTO (BENFICA)

Foi, em 2015, o mais jovem campeão nacional dos últimos 50 anos e dir-se-ia embalado para uma carreira, por cá, sem adversários à altura, tal a superioridade então manifestada. Teve uma época de 2016 com lesões (e maratona eventualmente prematura…) e regressou agora para ganhar novamente, mas com mais dificuldade. E depois perdeu para Samuel Barata o (menos relevante) crosse curto. Mas regressou ao título principal.

2º LICÍNIO PIMENTEL (SPORTING)

Foi novamente segundo no Campeonato de Portugal (como em 2015) e pela 12ª vez consecutiva entrou no top’10! E já havia sido o melhor português do Sporting na Taça dos Campeões (embora “apenas” 12º). Uma grande utilidade para qualquer equipa.

3º SAMUEL BARATA (BENFICA)

Campeão júnior em 2012 e campeão sub’23 em 2015, foi já o quarto no crosse longo, ganhando depois o curto e justificando assim esta chamada ao pódio. Pode ser o grande adversário de Rui Pinto a curto prazo.

E AINDA…

Ricardo Dias (Sporting) foi a grande surpresa do Nacional, ao andar isolado na frente e ao concluir na 3ª posição. Por onde tem andado?

PÓDIO FEMININO

foto-2-jessica-augusto1ª JÉSSICA AUGUSTO (SPORTING)

Ganhou o Campeonato de Portugal sem qualquer dificuldade e com a segunda maior diferença de sempre para a vice-campeã (45 segundos), curiosamente Salomé Rocha, que detém a maior diferença (47 segundos para Dulce Félix há um ano!). Foi o seu quarto título nacional de corta-mato e certamente o mais fácil…

2ª SALOMÉ ROCHA (INDIVIDUAL)

Campeã em 2016 (ano do célebre engano de Sara Moreira, que parou a uma volta do fim), ainda andou na frente na parte inicial da prova deste ano, mas acabou ultrapassada por Jéssica Augusto. Mas vai juntando boas classificações ao palmarés… Em dezembro, fora 18ª (e melhor portuguesa) no Europeu.

3ª DANIELA CUNHA (SPORTING)

Completou o pódio do Nacional longo e sagrou-se campeã (folgada) no curto. Cumpriu bem, embora longe das melhores (ficou a 1m 43s de Jéssica).

E AINDA…

Inês Monteiro (CA Seia), que esteve no Europeu (21ª), está naturalmente longe do que valeu, mas continua uma referência.

OS PÓDIOS ANTERIORES DA REVISTA ATLETISMO

CORTA-MATO (MASCULINOS)
1999 1º Paulo Guerra 2º Eduardo Henriques 3º Domingos Castro
2000 1º Eduardo Henriques 2º Domingos Castro 3º Paulo Guerra
2001 1º Paulo Guerra 2º Hélder Ornelas 3º Paulo Gomes
2002 1º Eduardo Henriques 2º Paulo Guerra 3º António Pinto
2003 1º Eduardo Henriques 2º Domingos Castro 3º Hélder Ornelas
2004 1º Fernando Silva 2º Eduardo Henriques 3º Manuel Damião
2005 1º Fernando Silva 2º Ricardo Ribas 3º Alfredo Brás
2006 1º Fernando Silva 2º Eduardo Henriques 3º Luís Jesus
2007 1º Rui Pedro Silva 2º Paulo Guerra 3º Ricardo Ribas
2008 1º Eduardo Henriques 2º Rui Silva 3º Ricardo Ribas
2009 1º Rui Pedro Silva 2º José Rocha 3º Eduardo Mbengani
2010 1º Youssef el Kalai 2º Licínio Pimentel 3º Eduardo Mbengani
2011 1º Youssef el Kalai 2º José Rocha 3º Manuel Damião
2012 1º José Rocha 2ª Manuel Damião 3º Rui Teixeira
2013* 1º Manuel Damião 2º José Rocha 3º Alberto Paulo
2014* 1º Manuel Damião 2º Rui Pedro Silva 3º Rui Pinto
2015 1º Rui Pinto 2º Rui Pedro Silva 3º Licínio Pimentel
2016 1º Nelson Cruz 2º Ricardo Ribas 3º Rui Teixeira
CORTA-MATO (FEMININOS)
1999 1ª Fernanda Ribeiro 2ª Helena Sampaio 3ª Ana Dias
2000 1ª Carla Sacramento 2ª Fernanda Ribeiro 3ª Helena Sampaio
2001 1ª Carla Sacramento 2ª Analídia Torre 3ª Anália Rosa
2002 1ª Carla Sacramento 2ª Helena Sampaio 3ª Anália Rosa
2003 1ª Fernanda Ribeiro 2ª Anália Rosa 3ª Ana Dias
2004 1ª Anália Rosa 2ª Helena Sampaio 3ª Ana Dias
2005 1ª Anália Rosa 2ª Mónica Rosa 3ª Inês Monteiro
2006 1ª Anália Rosa 2ª Ana Dias 3ª Jessica Augusto
2007 1ª Jessica Augusto 2ª Anália Rosa 3ª Mónica Rosa
2008 1ª Jessica Augusto 2ª Leonor Carneiro 3ª Inês Monteiro
2009 1ª Inês Monteiro 2ª Jessica Augusto 3ª Anália Rosa
2010 1ª Jessica Augusto 2ª Dulce Félix 3ª Sara Moreira
2011 1ª Dulce Félix 2ª Jessica Augusto 3ª Sara Moreira
2012 1ª Dulce Félix 2ª Anália Rosa 3ª Leonor Carneiro
2013* 1ª Dulce Félix 2ª Sara Moreira 3ª Salomé Rocha
2014* 1ª Dulce Félix 2ª Salomé Rocha 3ª Catarina Ribeiro
2015 1ª Dulce Félix 2ª Sara Moreira 3ª Catarina Ribeiro
2016 1ª Salomé Rocha 2ª Dulce Félix 3ª Catarina Ribeiro
* não publicado

 

 

Deixar Resposta