10.000 metros: Olímpica Fernanda Ribeiro muito bem acompanhada

0
2815

Grande nível tem tido a prova de 10000 metros femininos em Portugal. Fernanda Ribeiro, campeã olímpica (e ainda “bronze”), campeã mundial (e “prata”) e campeã europeia, está no top. Mas houve mais três medalhadas em Europeus (Dulce Félix com ouro e prata, Conceição Ferreira e Jéssica Augusto com prata); houve um total de seis presenças em lugar de finalista (oito primeiras) em Mundiais e um total de 16 presenças entre as 16 primeiras; houve 11 presenças no top’8 do Europeu; atletas nacionais lideraram os rankings europeus oito anos (com 21 presenças no top’3); só no Mundial de Estugarda, houve três portuguesas no top’10 dos 10.000 metros.

Fernanda Ribeiro foi caso único, somando êxitos na sua longa carreira (só nos 10.000 m foi 21 vezes internacional entre 1990 e 2010). Foi cinco anos líder do ranking europeu, entre 1994 e 2000, três das quais acumulando com a liderança mundial. Correu duas vezes em menos de 31 minutos (30.22,88 nos Jogos de Sydney’2000 e 30.48,06 na Taça da Europa de 10.000 m, em Lisboa, em 1998) e detém uma vantagem de 50 segundos (!) sobre a segunda atleta nacional de sempre, Sara Moreira (31.12,93 em 2015). E são nada menos de seis, as atletas que baixaram de 31.20. Nas grandes competições, são ainda de assinalar, entre as não medalhadas, o 9º lugar de Albertina Machado e o 10º de Albertina Dias nos Jogos de Seoul’1988; o 6º de Conceição Ferreira no Mundial de Estugarda’1993; o 4º lugar de Aurora Cunha e o 5º de Sara Moreira nos Europeus de 1986 e 2014, respetivamente. Ou seja, nada menos de oito atletas, às quais se poderia juntar Inês Monteiro, pelas marcas alcançadas – é a terceira de sempre, com 31.13,58.

Apenas três atletas bateram recordes nacionais desde que Aurora Cunha abriu a lista de recordistas ao ser, em 1983, a primeira portuguesa a correr a distância (em 31.52,85). Melhorou o recorde duas vezes, para 31.35,45 em 1985 e 31.29,41 em 1996. Seguiu-se Conceição Ferreira, com 31.16,42 em 1992. E, em 1994, apareceu Fernanda Ribeiro que melhorou o recorde cinco vezes, dos 31.08,75 em 1994 aos 30.22,88 em 2000. Um recorde para durar…

RECORDES NACIONAIS  
Absolutos Fernanda Ribeiro FC Porto 30.22,88 2000  
Sub’23 Mónica Gama SL Benfica 32.26,41 1989  
Juniores Mónica Gama SL Benfica 32.26,41 1989  
AS + CAMPEAES DE PORTUGAL  
Conceição Ferreira 5 (1986-1998)  
Fernanda Ribeiro 3 (1992-2008)  
AS + INTERNACIONAIS  
Fernanda Ribeiro 21 (1990-2010)  
Conceição Ferreira 16 (1986-1999)  
Ana Dias 14 (1999-2012)  
Dulce Félix 10 (2009-2016)  
RECORDES DOS CAMPEONATOS NACIONAIS  
Absolutos Sara Moreira Sporting CP 31.12,93 2015  
Sub’23 Salomé Rocha Sporting CP 32.40,86 2012  
PRINCIPAIS CLASSIFICAÇÕES NAS GRANDES COMPETIÇÕES
JO 12 Fernanda Ribeiro Atlanta 1996
Fernanda Ribeiro 30.22,88 Sydney 2000
Albertina Machado Seoul 1988
10ª Albertina Dias Seoul 1988
13ª Albertina Dias Barcelona 1992
14ª Sara Moreira Londres 2012
CM 29 Fernanda Ribeiro 31.04,99 Gotemburgo 1995
Fernanda Ribeiro Atenas 1997
Conceição Ferreira Estugarda 1993
Albertina Dias Estugarda 1993
Albertina Machado Roma 1987
Dulce Félix Daegu 2011
10ª Fernanda Ribeiro Estugarda 1993
10ª Inês Monteiro Berlim 2009
10ª Jéssica Augusto Daegu 2011
11ª Conceição Ferreira Tóquio 1991
12ª Sara Moreira Pequim 2015
13ª Conceição Ferreira Gotemburgo 1995
13ª Dulce Félix Berlim 2009
13ª Dulce Félix Moscovo 2013
15ª Ana Dias Sevilha 1999
16ª Ana Dias Berlim 2009
CE 22 Fernanda Ribeiro 31.08,75 Helsínquia 1994
Dulce Félix Helsínquia 2012
Conceição Ferreira Helsínquia 1994
Fernanda Ribeiro Budapeste 1998
Jéssica Augusto Barcelona 2010
Dulce Félix Amesterdão 2016
Aurora Cunha Estugarda 1986
Sara Moreira Zurique 2014
Fernanda Marques Helsínquia 1994
Dulce Félix Barcelona 2010
Ana Dias Helsínquia 2012
Nota: a seguir à competição (J. Olímpicos, C. Mundo, C. Europa), indica-se o número de atletas

portuguesas presentes no conjunto de todas as edições, as classificações no top’16 (JO. CM) ou

top’8 (CE), os melhores tempos nacionais na prova e os locais e anos dessas classificações.

PORTUGUESAS NA TAÇA DA EUROPA/EUROPEU DE SELEÇÕES
Mais presenças:  
Conceição Ferreira 4 (1989-1994)  
Rosa Mota 2 (1985-1987)  
Melhor marca: Conceição Ferreira 31.34,82 (1993)  
Melhores classificações:  
Na I Liga 1ª Conceição Ferreira 1994  
1ª Albertina Dias 1995  
Nota: só houve 10.000 m na Taça da Europa sete vezes, entre 1985 e 1995  
PORTUGUESAS NOUTRAS COMPETIÇÕES  
Jogos Mundiais Universitários/Universíadas:  
Inês Monteiro 2003  
Salomé Rocha 2013  
PORTUGUESAS NO TOP’3 EUROPEU DO ANO  
Conceição Ferreira 1992 31.16,42  
Fernanda Ribeiro 1994 31.04,25  
Fernanda Ribeiro 1995 31.04,99  
Fernanda Ribeiro 1996 31.01,63  
Fernanda Ribeiro 1998 30.48,06  
Fernanda Ribeiro 2000 30.22,88  
Dulce Félix 2011 31.33,42 22ª  
Sara Moreira 2015 31.12,93  
Conceição Ferreira 1993 31.30,60 12ª  
Inês Monteiro 2010 31.13,58  
Sara Moreira 2011 31.39,11 26ª  
Dulce Félix 2013 31.32,55 26ª  
Conceição Ferreira 1990 31.45,75  
Albertina Dias 1993 31.33,03 17ª  
Conceição Ferreira 1994 31.32,11  
Fernanda Ribeiro 1997 31.39,15 21ª  
Ana Dias 1999 31.39,52 13ª  
Jéssica Augusto 2010 31.19,15  
Sara Moreira 2012 31.16,44 18ª  
Dulce Félix 2015 31.34,17 15ª  
Dulce Félix 2016 31.19,03 22ª  
Nota: apresenta-se na última coluna o lugar no ranking mundial do ano  
PORTUGUESAS NO TOP’5 MUNDIAL DO ANO  
Fernanda Ribeiro 1995 31.04,99  
Fernanda Ribeiro 1996 31.01,63  
Fernanda Ribeiro 1998 30.48,06  
Conceição Ferreira 1990 31.45,75  
Fernanda Ribeiro 1994 31.04,25  
Fernanda Ribeiro 2000 30.22,88  
Aurora Cunha 1986 31.29,41  
Conceição Ferreira 1992 31.16,42  
Inês Monteiro 2010 31.13,58  
Nota: apresenta-se na última coluna o lugar no ranking europeu do ano  

A seguir: 3000 m obstáculos

(Este artigo ficará igualmente arquivado no site www.atletismo-estatistica.pt)

Deixar Resposta