Escolher o sapato de corrida

0
2146

A corrida é cada vez mais um dos desportos mais populares no nosso país. E qualquer corredor popular conhece alguém que é sedentário mas tem alguma vontade de se iniciar no mundo das corridas.

Qualquer pessoa pode correr, é só calçar um par de ténis de corrida e começar. Mas para isso, é importante saber qual o modelo mais adequado.

Antes de mais nada, quem quer começar a correr deve fazer exames médicos. O principal é ir a um cardiologista e ver se pode correr.  Depois de saber que o pode fazer, é preciso comprar um par de ténis adequado.

  1. Saiba o seu tipo de passada

tipo de passadaHoje, com toda a tecnologia que nos é apresentada, existem vários tipos de ténis para os três tipos de passada. Há os Pronadores, os Neutros e os Supinadores.

Passada de Pronador: É quando o corredor tem a passada para “dentro”.

Passada Neutra: É a passada normal de quem encosta toda a planta do pé de uma vez no chão sem torcer o tornozelo.

Passada de Supinador: É o “contrário” da passada pronada. Nesse tipo de passada, o corredor tem toda a parte externa do pé tocando o solo e raramente usa o dedão do pé como base para o próximo passo.

2. Vá a uma loja especializada

Nada de usar um ténis errado ou escolher algum simplesmente por ser barato. Lembre-se daquela velha máxima: “O barato pode sair caro”.

Temos várias marcas no mercado que oferecem, desde o ténis mais tecnológico até ao mais simples que encaixa perfeitamente no seu pé. De qualquer forma, vale lembrar: não é o preço que faz o ténis. É importante testar, pesquisar e escolher com inteligência.

3. Tipos de Ténis

Basicamente, existem ténis dos tipos: minimalistas, com amortecimento e ténis para corridas em trilhos. Todos eles têm modelos para os três tipos de passadas.

Muitos corredores usam o ténis minimalista – quase não tem amortecimento, possui a borracha bem rente ao chão e dá a sensação de correr descalço.

Os ténis com amortecimento dependem muito da sua passada. Já o ténis para os trilhos tem vários modelos e depende do tipo de terreno em que se corre.

4. Experimente, corra com o ténis

Quando for à loja, experimente bem o ténis, veja se a loja tem uma passadeira para que possa correr com ele, se ele não aperta as extremidades do seu pé – lembre-se que ele vai alargar depois de algum tempo, mas é importante não confiar em excesso.

5. Procure o preço na internet

Tal como sucede com outros produtos, também pode importar os ténis. Em geral, eles saem bem mais baratos – chegam a custar menos de 50% do valor.

De qualquer forma, antes de ir comprar um determinado tipo de ténis, veja se não terá o mesmo modelo em algumas lojas. Pode ser que consiga poupar uns bons euros.

6. Corra

Com o inverno, tudo fica mais difícil. A cama fica mais quente, o sol mais frio e a vontade de correr esmorece, às vezes até para quem já corre há algum tempo.

Mas quando se começa a correr, é difícil não se ficar apaixonado. Fica-se completamente viciado, conhece-se outras pessoas, pode-se convidar os amigos para correrem também, alguns aceitarão –há sempre um amigo que tinha vergonha de correr sozinho, mas que se anima com companhia.

O primeiro passo  só depende de si. Portanto, vá correr agora. Além de ter uma vida saudável, vai enfrentar novos desafios, algo que lhe vai trazer bastante motivação. Começar a treinar com um objetivo em vista, leva a que depois surjam outros mais avançados. Conhecemos muitos maratonistas que começaram nas minis das pontes 25 de Abril e Vasco da Gama.

Para quem já corre há algum tempo, o que o motiva a correr? Como incentivar os seus amigos a correr?

Deixar Resposta