12 marchadores no Mundial de Seleções

0
2492

São 12 os marchadores portugueses escolhidos para o Campeonato do Mundo de Seleções, a realizar a 5 e 6 de maio em Taicang, China, com as atenções viradas essencialmente para Inês Henriques, que atacará a vitória e o seu recorde mundial de 50 km, e para Ana Cabecinha, a melhor especialista de 20 km. Nesta competição essencialmente coletiva, Portugal apresentará equipas nos 20 km masculinos e femininos e nos 10 km de juniores femininos e um só atleta nas restantes provas: as duas de 50 km e a de 10 km juniores masculinos.

Eis os atletas selecionados:

20 km (F) Ana Cabecinha CO Pechão
Mara Ribeiro SL Benfica
Edna Barros CO Pechão
20 km (M) João Vieira Sporting CP
Miguel Carvalho SL Benfica
Miguel Rodrigues SL Benfica
50 km (F) Inês Henriques CN Rio Maior
50 km (M) Pedro Isidro SL Benfica
10 km (Jun F) Inês Reis Sporting CP
Maria Bernardo CO Pechão
Joana Pontes GA Casais Vento
10 km (Jun M) Paulo Martins Sporting CP

 

 

Ao longo das 12 edições com presença portuguesa (desde 1987), a seleção brilhou essencialmente nos 20 km femininos, ganhando em Chihuahua (México), em 2010, sendo segunda em 2008, terceira em 2014 e não baixando do quarto lugar nas seis últimas presenças. Nos 50 km (masc.), Portugal foi quarto em 2004 e nos 20 km (masc.), a melhor classificação foi um sétimo lugar, em 1997, 2002 e 2008.

A nível individual, destaque para Vera Santos, 2ª em 2010 e 3ª em 2008 (com 1.28.17), pertencendo o melhor tempo a Ana Cabecinha, 8ª em 2014, com 1.27.49. João Vieira, 8º em 2008 (com 2.20.33), tem a melhor prestação masculina. Nos 50 km, o melhor foi Pedro Martins, 12º em 2004 (melhor tempo: António Pereira, 16º em 2008 com 3.53.11). Nos juniores, categoria incluída desde 2004, as prestações nacionais têm sido mais modestas. Os melhores até ao momento foram Catarina Godinho (em 2006) e Ana Conceição (em 2008), ambas 15ª, e Luís Lopes (2008) e Miguel Rodrigues (2014), ambos 22º.

Susana Feitor e Augusto Cardoso, ambos com 11 presenças, são os portugueses com mais internacionalizações nesta competição, mas serão alcançados este ano por João Vieira, já com 10 presenças. Inês Henriques terá a nona e Ana Cabecinha a oitava, igualando Vera Santos.

Nota final: a Federação teima em chamar a esta competição Campeonato do Mundo de Nações. O nome oficial da IAAF é World Race Walking Team Championships que, traduzindo (e sem as palavras que significam marcha), é Campeonato do Mundo de Equipas. Mas, entre nós, ao falar-se em equipas referem-se essencialmente clubes, pelo que a palavra seleções reflete melhor o nome original em inglês. Embora o nome da competição que vigorou até há pouco – Taça do Mundo – fosse o preferível, evitando-se confusões com o verdadeiro Campeonato do Mundo…

Deixar Resposta