Prós e contras de correr no asfalto, relva e areia

0
2262

Força, resistência, impacto. Variar o tipo de terreno pode melhorar a qualidade da corrida, mas é preciso saber a alternância adequada para a sua necessidade física

Correr no asfalto gera o aumento da resistência do corredor, além de ser mais difícil lesionar-se pois o piso é regular. Entretanto, o impacto nas articulações é maior porque o piso é rígido. Nesse treino, deve-se valorizar a velocidade, pois o asfalto devolve o impulso da passada. Essa corrida é indicada para treinos longos.

PRÓS E CONTRAS – OS TERRENOS E OS SEUS RISCOS

ASFALTO

Prós1) Aumento da resistência. 2) Reduzido risco de lesões.

Contras1) Maior impacto nas articulações.

AREIA

Prós1) Proporciona maior força e resistência.

Contras1) Desnível aumenta risco de lesões. 2) Instabilidade provoca sobrecarga num dos lados do corpo. 3) Força mais os joelhos e quadris.

RELVA

Prós1) Absorve o impacto. 2) Para perder peso e trabalhar a musculatura.

Contras1) Desnível acarreta riscos de torcer os pés.

A corrida na relva proporciona uma maior absorção do impacto e assim, alivia os joelhos. É uma boa opção para trabalhar a musculatura e perder os quilinhos a mais. Em contrapartida, esses terrenos são moles e apresentam desnivelamento, por isso são causadores de lesões. Essa prática é indicada para treinos intervalados.

Já a corrida na areia pode ser um excelente método para desenvolver a força e a resistência, pois exige muito dos músculos. Porém, esse é o terreno que causa mais lesões. A areia é instável e força muito os joelhos e o quadril e, por não ser plana, faz com que o atleta sobrecarregue um dos lados do corpo. Por isso, é recomendada para treinos curtos.

– Todos os terrenos têm prós e contras. O ideal é que o corredor faça no treino uma alternância de terrenos. Quando tem aclive e declive, ele vai sobrecarregar mais os tendões, vai usar mais a sua força e não a resistência. Quando ele corre no plano, trabalha mais a resistência e velocidade. Vai ter grupamentos musculares dos tendões que serão sobrecarregados. Por isso, deve ser feita uma intensificação no alongamento desses tendões para não haver uma sobrecarga.

É importante usar os sapatos indicados para cada tipo de terreno. Para correr no asfalto, é recomendando o uso de ténis arejados, com boa flexibilidade e amortecimento. Já a corrida na relva, pode ser feita com ténis com tração e ranhuras para dar estabilidade. Quem experimentar a areia, a recomendação é esquecer os ténis e correr descalço.

Deixar Resposta