1500 metros: Rui Silva é caso à parte … sem esquecer Mário Silva

0
2814

Com quatro marcas na casa dos 3m 30s e as 20 melhores marcas nacionais de sempre, Rui Silva, multi-medalhado em grandes competições e vários anos no top dos rankings europeus e mundiais, é um caso à parte. De tal forma que deixou na sombra os excelentes tempos também conseguidos por Luís Feiteira (3.34,20) e Manuel Damião (3.34,37), seus contemporâneos. Apenas o seu antecessor Mário Silva (3.35,76 em 1991), medalhado (bronze) no Mundial de pista coberta de 1991 e no Europeu de ar livre de 1990 e o mais internacional dos atletas nacionais em 1500 m (17 vezes), dele se aproxima.

Foi em 1948 que pela primeira vez um atleta nacional baixou de 4m 10s – Francisco Bastos, com 4.08,7. Joaquim Branco, com 4.00,8 em 1951, ficou à beira dos quatro minutos, que Hélio Duarte baixou pela primeira vez em 1956 (3.58,4), brilhando a seguir com 3.55,51 em 1957 e 3.51,3 em 1959, recordes intervalados por Manuel Faria (3.56,1) e Joaquim Ferreira (3.53,9). Mas foi Manuel Oliveira o primeiro sub’3.50, com 3.48,8 em 1962. O seu recorde seria batido por Carlos Tavares, com 3.47,0 em 1968. Até que apareceu Fernando Mamede, com sete recordes, entre 3.46,9 em 1971 e 3.37,98 em 1976, com Carlos Cabral (3.42,1) pelo meio. Em 1980, Hélder de Jesus bateu o recorde com 3.37,33 e, depois, surgiu então Mário Silva (levou o recorde até 3.35,76 em 1991) e, mais tarde, Rui Silva, com seis recordes, os três últimos na casa dos 3.30, que ficaram à beira de ser baixados (3.30,07 em 2002). Depois dos 3.34,37 de Manuel Damião em 2004, quem mais se aproximou (mas a sete segundos…) foi Emanuel Rolim, com 3.37,16 em 2017.

Curiosamente, o atleta mais vezes campeão nacional é Hélio Gomes, com seis títulos entre 2008 e 2016, seguido por Francisco Bastos (1939-1948) e João Campos (1975-1985), ambos com cinco.

Muito graças a Rui Silva, o palmarés nacional em 1500 metros é rico. O recordista nacional somou oito medalhas em grandes competições, desde bronzes nos Jogos Olímpicos e Campeonato do Mundo a prata no Campeonato da Europa e ouros em Mundiais (um) e Europeus (três) de pista coberta. Sem esquecer a vitória na Superliga da Taça da Europa.

Uma curiosidade: o primeiro olímpico português em 1500 m foi Fernando Mamede… em 1972, apenas na 11ª presença olímpica do atletismo nacional. Depois disso, só não houve presenças em 1984 e… desde 2008!

Nos escalões jovens, Rui Silva foi campeão europeu de sub’23 e continua recordista nacional sub’23 e júnior. Rui Pinto ganhou na edição de 2009 do FOJE.

RECORDES NACIONAIS
Absolutos Rui Silva Sporting CP 3.30,07 2002
Sub’23 Rui Silva Sporting CP 3.30,88 1999
Juniores Rui Silva Est. Ouriquense 3.40,09 1996
Juvenis Emanuel Rolim SL Benfica 3.47,57 2010
Iniciados Fernando Miguel Estrela Azul 4.03,5 1974
OS + CAMPEÕES DE PORTUGAL  
Hélio Gomes 6 (2008-2016)  
Francisco Bastos 5 (1939-1948)  
João Campos 5 (1975-1985)  
Joaquim Branco 4 (1949-1953)  
Manuel Oliveira 4 (1960-1964)  
Luís Feiteira 4 (1996-2002)  
OS + INTERNACIONAIS  
Mário Silva 17 (1986-1995)  
Rui Silva 15 (1998-2009)  
Fernando Mamede 14 (1971-1978)  
Carlos Tavares 11 (1963-1969  
João Campos 11 (1976-1989)  

RECORDES DOS CAMPEONATOS NACIONAIS

Absolutos António Travassos SL Benfica 3.37,2 1997
Sub’23 Paulo Estiveira Sporting CP 3.40,27 1991
Juniores Manuel Damião Maratona CP 3.49,39 1997
Juvenis Filipe Pedro ADRE Palhaça 3.56,3m 1997
PRINCIPAIS CLASSIFICAÇÕES NAS GRANDES COMPETIÇÕES  
JO 11 Rui Silva 3.34,68 Atenas 2004  
  Mário Silva Seoul 1988  
  13º Manuel Damião Atenas 2004  
CM 14 Rui Silva Helsínquia 2005  
  Rui Silva 3.33,68 Paris 2003  
  Máro Silva Tóquio 1991  
  Rui Silva Edmonton 2001  
  16º Mário Silva Roma 1987  
CE 17 Rui Silva Budapeste 1998  
  Mário Silva 3.38,73 Split 1990  
  Rui Silva Munique 2002  
    Hélio Gomes   Helsínquia 2012  

 

Nota: a seguir à competição (J. Olímpicos, C. Mundo, C. Europa), indica-se o número de atletas portugueses presentes no conjunto de todas as edições, as classificações no top’16 (JO, CM) ou top’8 (CE), os melhores tempos nacionais na prova e os locais e anos dessas classificações.

PORTUGUESES NA TAÇA DA EUROPA/EUROPEU DE SELEÇÕES

Mais presenças:
Manuel Damião 6 (2003-2008)
Hélder de Jesus 5 (1975-1981)
Mário Silva 5 (1987-1994)
Rui Silva 5 (1998-2009)

Melhor marca:                     Luís Jesus                                 3.39,70 (1995)

Melhores classificações:                                                       

– Na Superliga:                      1º Rui Silva                      1999

– Na I Liga:                           1º Luís Jesus                    1995

1º Rui Silva            1998 e 2001

1º António Travassos          2002

1º Manuel Damião   2005 e 2006

PORTUGUESES NO TOP’8 DE OUTRAS COMPETIÇÕES

 Campeonato da Europa de Sub’23:                                                                          

1º        Rui Silva                                                 1999

6º        Manuel Damião                                      1999

Campeonato do Mundo de Juniores:                                                                       

6º        Rui Silva                                                 1996

Campeonato da Europa de Juniores:                                                                      

5º        Emanuel Rolim                                       2011

6º        Filipe Pedro                                            1999

8º        Rui Silva                                                 1995

8º        Manuel Damião                                      1997

8º        Bruno Albuquerque                                2007

Festival Olímpico da Juventude Europeia:                                                                

1º        Rui Pinto                                                2009

3º        Ilídio Siva                                               1991

4º        Pedro Martins                                         2001

4º        Bruno Albuquerque                                2005

4º        Fábio Rebelo                                         2007

5º        João Cruz                                             2011

6º        Jorge Pereira                                        2017

8º        Bruno Cordeiro                                     1997

Jogos Mundiais Universitários/Universíadas                                                               

3º        António Travassos                                  1997

PORTUGUESES NO TOP’3 EUROPEU DO ANO

1º      Rui Silva                                 2001             3.30,36           (5º)

1º      Rui Silva                                 2002             3.30,07           (3º)

2º      Rui Silva                                 1999             3.30,88           (5º)

2º      Rui Silva                                 2002             3.30,90           (8º)

3º      Rui Silva                                 2005             3.32,91         (13º)

Nota: apresenta-se na última coluna o lugar no ranking mundial do ano

PORTUGUESES NO TOP’5 MUNDIAL DO ANO

3º      Rui Silva                                 2002             3.30,07           (1º)

5º      Rui Silva                                 1999             3.30,88           (2º)

5º      Rui Silva                                 2001             3.30,36           (1º)

Nota: apresenta-se na última coluna o lugar no ranking europeu do ano

A seguir: 5000 metros (M)

(Este artigo ficará igualmente arquivado no site www.atletismo-estatistica.pt)

Deixar Resposta