20 Abril: Aniversário de Nelson Évora/Triplo salto cheio de pódios internacionais

1
157

A última medalha foi de prata em Março, no Europeu de Pista Coberta em Glasgow

Nelson Évora nasceu em 20 de Abril, Abidjan, na Costa do Marfim, onde o pai trabalhava na altura como contra-mestre. Chegou a Portugal aos seis anos e conheceu o filho de João Ganço. Começou a participar em provas de estrada em Odivelas, onde ambos viviam. Nelson entrou depois para o Centro de Treino na Escola Secundária da Ramada, criado por Ganço e aos 12 anos, ingressou no Benfica. Começou a ganhar todas as provas dos escalões jovens e aos 17 anos, conseguiu marcas de nível mundial para o seu escalão: (7,55 m no comprimento, 16,15 m no triplo), mais de 30 centímetros e de metro e meio, respetivamente, acima dos recordes nacionais de juvenis.

Embora não pudesse representar Portugal, a Federação conseguiu que ele fosse aceite em 2001 nas Jornadas Olímpicas da Juventude Europeia. Venceu o salto em comprimento.

Naturalizou-se em 2002, ano em que foi sexto no Mundial de Juniores no triplo e bateu o recorde nacional júnior do comprimento, com 7,66 m. No ano seguinte, sagrou-se campeão europeu de juniores no comprimento e triplo e chegou aos 7,83 m e 16,43 m. Em 2004, esteve nos Jogos Olímpicos de Atenas.

Depois de ter representado o FC Porto em 2002 e 2003, Nelson Évora regressou ao Benfica onde esteve até 2016. Transferiu-se em 2017 para o Sporting e mudou de treinador, deixando João Ganço para passar a treinar em Madrid, com o cubano Ivan Pedroso.

Tem sido muito fustigado por lesões: em 2010, teve uma fratura de esforço na tíbia e num calcanhar. Em 2012, teve nova fratura de esforço na tíbia direita, durante o aquecimento para uma prova no Centro de Alto Rendimento no Jamor. Regressou em Maio de 2013 mas voltou a ter problemas físicos em 2014, com uma lesão no joelho direito que o obrigou a uma astroscopia logo no início do ano. Tem como recordes pessoais: 2,07 m no salto em altura; 8,10 m no salto em comprimento e 17,74 m no triplo salto.

Em 2007, recebeu a Medalha Olímpica Nobre Guedes e em 2015, foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.

Recordes nacionais

– Absolutos (pista coberta): triplo (17,40 em 2018)

– Sub’23 (pista): triplo (17,23 em 2006)

– Sub’23 (pista coberta): comprimento (8,08 em 2006) e triplo (17,19 em 2006)

– Juniores (pista): comprimento (7,83 em 2003) e triplo (16,43 em 2003)

– Juniores (pista coberta): triplo (16,34 em 2003) e ex-recordista do comprimento (7,53 em 2003)

Pódios nas grandes competições internacionais no triplo salto

– Campeão olímpico em Pequim’2008

– Campeão mundial em Osaca’2007; vice-campeão em Berlim’2009; 3º em Pequim’2015 e Londres 2017;

– Campeão europeu de pista coberta em Praga’2015 e Belgrado’2017;

– Vice-campeão europeu de pista coberta em Glasgow’2019

– 3º no Mundial de pista coberta de 2008 e 2018;

– Vencedor dos Jogos Mundiais Universitários em 2009 e 2011

– Campeão europeu de juniores em 2003 (comprimento e triplo)

– 3º no Europeu de sub-23 em 2005

– Vencedor nas Jornadas Olímpicas da Juventude Europeia – juvenis em 2001

Internacionalizações (33)

Pista:

– Jogos Olímpicos de 2004, 2008 e 2016

– Campeonatos do Mundo de 2005, 2007, 2009, 2011 e 2015

– Campeonato da Europa de 2006, 2014 e 2016

– Campeonato Ibero-Americano de 2004

– Taças da Europa/Europeu de Seleções de 2003, 2005 a 2009, 2011, 2013, 2014 e 2015

Pista coberta:

– Campeonatos do Mundo de 2004, 2006, 2008, 2016 e 2018

– Campeonatos da Europa de 2007, 2015, 2017 e 2019

-PARABÉNS NELSON ÉVORA!

1 Comentário

Deixar Resposta