22 de Setembro: Aniversário de Susana Costa/Brilhante carreira no Triplo Salto

0
1953
Susana Costa - SLB (Triplo salto - 14.34 metros) - 15ª

Susana Costa nasceu em 22 de Setembro de 1984, em Setúbal. Representou o GDR Stª Maria de Corroios (1996), GD O Independente de Setúbal (1997 a 2002), Operário (2003 a 2006), Sporting (2007 a 2012), Individual (2013) e o Benfica desde 2014.

Começou aos 10 anos em Corroios, onde vivia, a participar em provas de estrada. Depois, a família mudou-se para Setúbal e ela ingressou no Independente, onde encontrou Vítor Duarte, o seu treinador ao longo de cinco anos. Experimentou depois outras especialidades. Em 1998, como iniciada, foi ao pódio (terceiros lugares) nos 800 m e nos 300 m barreiras do Olímpico Jovem. Em 2000, no seu 1º ano de juvenil, sem treinos (não havia fasquias nem postes no clube) e, apenas com cinco passadas, conseguiu 1,60 m na altura e foi vice-campeã nacional da categoria.

Susana Costa só se iniciou no triplo salto em 2002, no seu primeiro ano como júnior.

As suas principais especialidades eram então os 100 m barreiras (14,67 s nesse ano) e o comprimento (5,83 m). E foi o técnico russo Robert Zotko, da Federação e seu treinador até falecer inesperadamente no início de 2004, quem a convenceu a saltar o triplo. Em 2001, Susana Costa contava à Revista Atletismo: “Ele dizia-me para saltar mas eu recusava-me. Ele insistia: ‘só um bocadinho’. Eu, contrariada, lá saltava. Agora já gosto…” E acrescentava: “O prof. Zotko diz-me tanta coisa, que posso ser recordista nacional, que posso conseguir isto e aquilo… Tem mais ambição que eu.”

Zotko tinha razão pois Susana Costa conseguiu em 2007, então já orientada por João Ganço, bater aquele que era na altura o mais antigo recorde nacional de pista coberta,  de Ana Oliveira desde 1990, ao fazer 13,49.

Em 2008, melhorou para 13,77, marca em pista coberta e que superava também o recorde de ar livre. Depois, problemas nos tendões comprometeram a época de pista e as temporadas de 2009 e 2010.

Só regressou a plano de evidência em 2011, quando Patrícia Mamona já estava em evidência. Susana Costa voltou a passar os 14 metros em 2013, com 14,16, liderando o ranking nacional, à frente de Patrícia Mamona. Depois de seis anos no Sporting, Susana Costa passou a individual em 2013 e ingressou no Benfica no final desse ano. Voltou a passar dos 14 metros em 2014 (14,11) mas o seu grande feito foi ter atingido a final do Europeu de Zurique (8ª), com 13,78. Em 2015, repartiu com Patrícia Mamona o primeiro lugar do ranking nacional com um salto de 14,32. Em 2016, foi finalista no Europeu (5ª com 14,34, recorde pessoal) e nos Jogos Olímpicos (9ª com 14,12). Já esta época, foi 11ª no Mundial de Londres onde bateu o seu recorde pessoal com um salto de 14,35 m.

Recordes pessoais
Triplo salto 14,35 2017
Comprimento 5,89 2003
100 m barreiras 14,67 2002
Altura 1,6 2000

 Pódios

Foi 3 vezes primeira e 8 vezes segunda no Campeonato de Portugal ao Ar Livre

Foi 6 vezes primeira, 6 vezes segunda e 1 vez terceira no Campeonato de Portugal Pista Coberta.

Recordes nacionais

– Ex-recordista de Portugal (13,77 pista coberta em 2008)

– Ex-recordista de Portugal de pista coberta (13,49 em 2007; 13,50 e 13,77 em 2008 e 13,94 em 2013)

– Ex-recordista nacional de juniores (12,62 em 2002 e 12,68 em 2003)

Internacionalizações

– Jogos Olímpicos de 2016

– Campeonato do Mundo de 2015 e 2017

– Campeonatos da Europa de 2012, 2014 e 2016

– Campeonatos da Europa de Pista Coberta de 2007, 2013, 2015 e 2017

– Campeonato da Europa de Seleções de 2015

– Campeonatos Ibero-Americanos de 2004 e 2012 (1ª)

– Taças da Europa de 2005, 2008 e 2013

– Jornadas Olímpicas da Juventude Europeia de 2001

PARABÉNS SUSANA COSTA!

Deixar Resposta