23 de Junho: Aniversário de Fernanda Ribeiro/A mais medalhada atleta portuguesa

0
268

Fernanda Ribeiro nasceu em 23 de Junho de 1969, em Penafiel. Foi o seu pai que desde muito cedo, se apercebeu das qualidades que a sua filha tinha para a prática do atletismo. Assim, comprou-lhe as primeiras sapatilhas por 200$00 (1€), e começou a treiná-la. Ele de bicicleta e ela ao seu lado, ainda criança, sempre a correr.

Representou vários clubes: Valongo (1980), Kolossal (1981 e 1982), FC Porto (1983 a 1992), Maratona (1993 e 1994), FC Porto (1995 a 2004), Valência Terra i Mar (2005 a 2008), Individual (2009 a 2011).

Estreou-se numa prova aos nove anos de idade. Foi em Lousada e obteve um segundo lugar, competindo com atletas mais velhas. Aos 10 anos, participou na “Meia Maratona da Nazaré” e cortou a meta em 10.º lugar. No ano seguinte, voltou e inscrita como sénior, passou completamente despercebida na altura. Só mais tarde, Fernanda Ribeiro explicou como foi. Acompanhou alguns atletas do seu clube de então (o Kolossal), correu de forma despreocupada, e terminou a escassos quatro segundos de Rosa Mota, que era já então uma das melhores atletas nacionais.

Ano e meio depois, em Fevereiro de 1982, sagrou-se campeã nacional de juniores de corta-mato. Tinha 12 anos e afirmava então aos jornalistas, quando lhe perguntaram se queria ser uma Rosa Mota ou uma Aurora Cunha: “Não, quero ser melhor!”.

Depois, foi a ascensão até ao título europeu de juniores de 3.000 metros, em 1987. Quatro anos antes, esteve no seu primeiro Europeu, com 14 anos. Era a “mascote” da equipa. Ao longo destes anos, sucederam-se os títulos (foi sete anos consecutivos campeã nacional de juniores de 3.000 metros!) e os recordes de infantis, iniciados, juvenis e juniores.

A medalha de prata no Campeonato do Mundo de Juniores de 1988 foi a última proeza de Fernanda Ribeiro enquanto júnior. A partir daí, sucederam-se quatro anos de desilusões que quase acabavam com a sua carreira. Houve certamente muitos exageros nos primeiros anos. As competições sucediam-se e a Meia-Maratona da Nazaré com 11 anos de idade foi disso apenas um exemplo. Aos 18 anos, Fernanda Ribeiro já corria os 3.000 metros em 8.56,53, um excelente tempo que ainda permanece como recorde nacional júnior e que ela só seis anos mais tarde conseguiu ultrapassar.

Ainda júnior, com 17 e 18 anos, Fernanda Ribeiro já participava em Campeonatos da Europa e do Mundo de seniores; aos 19, foi aos seus primeiros Jogos Olímpicos, em Seoul.

Como sénior, os resultados não apareciam. Passou então a treinar com João Campos, que teve com ela um longo trabalho de recuperação psicológica.

Aos poucos, foram regressando os dias de glória. O primeiro sinal foi dado nos Mundiais de Estugarda, em 1993, com o décimo lugar na final de 10.000 metros.

O ano de 1996 ficou marcado pela conquista de uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atlanta, na distância de 10.000 metros.

Em 1997, Fernanda Ribeiro participou nos Campeonatos do Mundo em Atenas, onde ganhou duas medalhas: a de prata nos 10.000 metros e a de bronze nos 5.000 metros.

Em 2000, nos Jogos Olímpicos de Sidney, conquistou a medalha de bronze nos 10.000 metros, tendo batido o recorde nacional.

Nos últimos anos, já com idade de veterana, Fernanda Ribeiro passou a encarar o atletismo de uma forma diferente, menos competitiva, mais como prazer. O que não a impediu de conseguir o mínimo olímpico e de estar nos Jogos de Atenas’2004 (onde acabaria por desistir), igualando os portugueses com mais presenças olímpicas (5).

Em 2006, ainda baixou das 2h30m na maratona, ao ser sexta em Hamburgo, com 2h29m48s, mas no ano seguinte desistiu em Berlim. Em 2009, ainda foi internacional e, já com 40 anos completados, correu a Maratona do Porto em 2h31m11s, mínimo para o Campeonato da Europa de Barcelona’2010 onde, no entanto, viria a desistir, lesionada num pé. Foi a sua última grande competição, aos 41 anos de idade.

A mais medalhada

Foi 67 vezes internacional. Entre outras, esteve em 5 Jogos Olímpicos, 7 Campeonatos do Mundo e 6 da Europa.Com 14 medalhas conquistadas em Jogos Olímpicos, Campeonatos do Mundo e da Europa (absolutos e de juniores), Fernanda Ribeiro é, de longe, a mais medalhada dos atletas portugueses. Conquistou seis medalhas de ouro, cinco de prata e três de bronze; 12 como sénior, duas como júnior; duas em Jogos Olímpicos, cinco em Mundiais (mais uma como júnior); cinco em Europeus (mais uma como júnior). A primeira aos 18 anos, a última – nos Jogos de Sydney’2000 – aos 31. Esteve em cinco Jogos Olímpicos, sete Mundiais e seis Europeus (sem contar com os de juniores).

Já retirada da alta competição, criou a “Academia de Atletismo Fernanda Ribeiro”, um projeto que apresenta diversas áreas de intervenção; as diferentes etapas da carreira dos atletas (da Iniciação ao Alto Rendimento Desportivo).

Medalhas em grandes competições

  • Jogos Olímpicos: ouro (1996), bronze (2000)
  • Campeonato do Mundo: ouro (1995), prata (1995), prata (1997), bronze (1997)
  • Campeonato da Europa: ouro (1994), prata (1998)
  • Campeonato do Mundo (pista coberta): bronze (1997)
  • Campeonato da Europa (pista coberta): ouro (1994), ouro (1996), prata (1998)
  • Campeonato do Mundo – juniores: prata (1988)
  • Campeonato da Europa – juniores: ouro (1987)

Recordes

  • Ex-recordista mundial de 5.000 m em 1995
  • Recordista de Portugal de 2.000 m, 5.000 m e 10.000 m
Recordes pessoais
1.500 m 4.05,97 1997
2.000 m 5.37,88 1996
3.000 m 8.30,66 1999
5.000 m 14.36,45 1995
10.000 m 30.22,88 2000
1/2 Maratona 1.08.23 2000
Maratona 2.29,48 2006

-PARABÉNS FERNANDA RIBEIRO!

Deixar Resposta