4 perigos escondidos na carne de porco e ignorados pela maioria das pessoas

0
262

A carne de porco faz parte da culinária de muitos países. As pessoas costumam consumi-la assada ou até mesmo processada, como é o caso das salsichas. E dificilmente encontramos alguém que resista ao bacon ou aos torresmos.

Embora seja um alimento consumido há anos e extremamente saboroso para a maioria,  não podemos ignorar o facto de que a carne de porco pode ser muito perigosa.

Os riscos estão na forma como a carne é conservada até chegar à cozinha do consumidor, e a maneira como o alimento é preparado.

Para garantir uma higienização adequada, é necessário cozinhar a carne, para assim eliminarmos as bactérias e os vírus presentes.

É possível que a carne venha de um porco doente e se for o caso, o consumidor pode desenvolver uma série de doenças graves.

Eis quatro bons motivos para termos cuidado com este tipo de alimento:

  1. Triquinose

O Trichinella spiralis é um verme que pode infetar diversos animais, incluindo os porcos.

Se mos a carne crua ou pouco cozida de um animal infetado por esse verme, podemos desenvolver uma doença chamada trequinosis.

O verme multiplica-se no intestino e entra na corrente sanguínea, atingindo outros órgãos, como pulmões e cérebro.

Os sintomas são:

– Fraqueza ou dor muscular

– Febre

– Diarreia

– Problemas no coração

– Cólica

O problema é tão sério que pode levar à morte.

Saiba que defumar, salgar e secar a carne, não mata os vermes.

  1. Hepatite E

Esta terrível doença que afeta o fígado, é causada por um vírus que se pode alojar no porco.

E mais uma vez: comer a carne crua ou mal cozida, de um animal infetado, é um verdadeiro perigo para nós.

Os sintomas da hepatite são:

– Perda de apetite

– Náuseas

– Cansaço

– Febre

– Urina escura

– Icterícia

As grávidas devem ter cuidados a dobrar.

  1. Cancro

A carne de porco processada/embutida produzida pelas grandes indústrias é composta por substâncias cancerígenas.

Exemplos de carne de porco processada incluem bacon, salsicha, presunto, mortadela e salame.

Os cancros mais comuns que a pessoa pode desenvolver consumindo esse tipo de alimento é o colorretal e o intestinal.

Além disso, é possível, também, o desenvolvimento de cancro do pâncreas.

  1. Doenças no coração

Além de engordar, a carne de porco faz mal ao coração. Ela aumenta os níveis de colesterol mau e o risco de doenças cardíacas.

A carne processada, como salsicha e bacon, é ainda mais nociva do que a carne vermelha, pois tem mais gorduras saturadas, além de perigosos aditivos alimentares.

Se tem histórico de problemas no coração, tenha cuidado.

 

Deixar Resposta