42ª S. Silvestre da Amadora Rui Pinto e Catarina Ribeiro pela segunda vez

0
3542

Amadora saiu à rua mais uma vez para ver a 42ª edição da sua S. Silvestre, a mais mediática de todas as que se disputam no país. Este ano, o percurso foi reestrurado com a partida a ser dada junto à estação de metro da Amadora Este e a meta instalada na Praça São Silvestre. Mas o grande atrativo na prova esteve no regresso da célebre subida dos Comandos.

Os 11 primeiros passaram separados por cinco segundos aos 5 km com o benfiquista Rui Pinto a repetir o triunfo obtido em 2014. Ele cortou a meta em 30m25s, menos três segundos que outro benfiquista, Samuel Barata e com o sportinguista Hugo Correia a fechar o pódio a 22 segundos. Os atletas do Benfica dominaram ao ocuparem quatro das cinco primeiras posições. Eduardo Mbengani que tinha vencido na véspera os Olivais, foi agora nono com 31m16s.

Em femininos, Catarina Ribeiro que já tinha vencido a S. Silvestre do Porto, bisou 2015, vencendo destacada em 34m05s. Seguiram-se-lhe Salomé Rocha a 53 segundos e Cláudia Pereira a 1m35s. Marina Santos foi a última com 1h28m04s.

Foram distribuídos 12.800 euros em prémios monetários com os vencedores a arrecadarem cada um, 1.500 euros.

Rosa Mota em destaque

Do vasto curriculum da campeoníssima Rosa Mota, fazia parte um triiunfo na S. Silvestre da Amadora em 1989. Ela aceitou o desafio da presidente da Câmara da Amadora e depois de ter corrido a S. Silvestre do Sado, voltou à Amadora. Foi uma das grandes atrações merecendo o apoio dos milhares de espectadores que não se cansaram de gritar pela Rosinha. Mesmo com 58 anos, Rosa Mota ainda foi a 15ª senhora com 42m34s.

Quebra de participantes

Seguindo a tendência das S. Silvestres mais mediáticas como a do Porto, Olivais e Lisboa, a Amadora também registou uma quebra de participantes. Concluíram agora os 10 km do percurso, 1027 atletas, contra os 1.295 do ano passado. Ainda assim, passou a ser a quarta edição mais participada. Longe vai 1975, ano da primeira edição com Carlos Lopes a vencer e 156 participantes.

Nata do atletismo em 42 edições

Grandes nomes têm passado pela S. Silvestre da Amadora. No quadro dos vencedores podemos encontrar António Leitão, Paulo Guerra, Rui Silva, Albertina Machado, Rosa Mota, Manuela Machado, Albertina Dias, Dulce Félix e Sara Moreira, entre outros. Os vencedores com mais triunfos são em femininos, Fernanda Ribeiro com 7 e a letã Jelena Prokopcuka com 5. Em masculinos, temos Carlos Lopes, Domingos Castro e Manuel Damião com três triunfos.

Os atletas estrangeiros venceram 11 vezes em masculinos e as femininas, apenas seis.

RESULTADOS 42ª S. SILVESTRE DA AMADORA (31/12)

Masc.: 1º Rui Pinto (SL Benfica) 30.25; 2º Samuel Barata (SL Benfica) 30.28; 3ª Hugo Correia (Sporting CP) 30.47; 4º André Pereira (SL Benfica) 30.51; 5º Miguel Borges (SL Benfica) 30.53; 6º Licínio Pimentel (Sporting CP) 30.53; 7º Guilherme Pinto (Indiv.) 30.57; 8º Hugo Almeida (Sporting CP) 31.16; 9º Eduardo Mbengani (SL Benfica) 31.16; 10º Oswald Freitas (CN Rio Maior) 31.34.

Fem.: 1ª Catarina Ribeiro (Indiv.) 34.05; 2ª Salomé Rocha (Indiv.) 34.58; 3ª Cláudia Pereira (Indiv.) 35.40; 4ª Marisa Barros (Indiv.) 35.50; 5ª Vera Fernandes (AA Belavista) 37.19

Deixar Resposta