A minha 1ª maratona – Por Álvaro Pinto

0
223

A 1ª maratona de Álvaro Pinto foi em 4 de Dezembro de 2005. Em 3h37m07s, longe do recorde pessoal que é de 3h16m03s. Já correu 46 maratonas!

1 – Idade: 63 anos

2 – Corre há quantos anos? Faz no dia 23 de Maio dezasseis anos, a minha primeira corrida foi a “Mini Corrida do Palácios em Sintra”.

3 – Quando começou a correr, pensava algum dia fazer uma maratona? Não, nem estava no meu horizonte fazer qualquer prova de atletismo.

4 – Como surgiu a ideia de correr uma maratona? Nem eu sei muito bem, só sei que quando dei por mim, estava a partir.

5 – Data e local da primeira maratona? 4 de Dezembro de 2005, em Lisboa

6 – Como correu a prova? Correu melhor do que eu pensava. A sensação, foi um misto de alegria por ter terminado a minha primeira maratona, algo que não estava nada nos meus projectos, e uma tristeza muito grande porque o meu companheiro e o principal responsável pela minha aventura, o António Ginjeira teve que ficar pelo caminho com uma lesão, e o meu apoio tinha ficado pela Praça do Comércio, e nem a meia da prova ainda estava realizada.

7 – Qual o tempo que demorou? Esteve dentro das expetativas? Tempo 3h37m07s. Ainda hoje não consigo explicar se esse tempo é bom ao mau. Como disse atrás, após ter ficado sozinho na estrada e ter escutado o incentivo do Ginjeira, só tinha em mente, tenho que cortar a meta e fazer a segunda maratona.

8 – Continuou a correr maratonas? Se sim, quantas mais completou? Sim! 45

9 – Qual a maratona que lhe deixou melhores recordações? A Maratona que realizei em 2012, na Suécia “Jublileu Maratona Estocolmo 1912-2012”. Fazer parte da comitiva oficial portuguesa e passar pelo local onde Francisco Lázaro terminou a sua maratona, entrar no Estádio Olímpico ver-me no écran gigante do estádio com o meu nome, o país Portugal.

Não sei muito bem qual a lotação do estádio mas estava totalmente preenchido, as pessoas batiam palmas a compasso, ainda hoje tenho esses momentos presentes que me fazem arrepios.

Mas cada maratona tem a sua história de sofrimento, sacrifício, desânimo, alegria, tudo se vive naqueles quilómetros, e chegar ao fim, na minha opinião, não está ao alcance de todos.

10 – Recorde pessoal na maratona? Onde e quando foi? 3h16m03s na VI Maratona do Porto em 2009.

Deixar Resposta