A triste anulação do Meeting de Stº António

0
2249

A Federação Portuguesa de Atletismo acaba de cancelar o Meeting de Stº António, previsto para 15 de junho. A falta de um patrocinador e de material técnico (barreiras, postes, colchões), mais até do que os elevados custos de aluguer do Estádio Universitário, estão na origem da decisão.

Começa-se por lamentar o cancelamento do Meeting, ponto alto do calendário nacional, que em boa hora a Federação fizera regressar em 2015, após um longo interregno. E não podem deixar de lamentar-se as explicações:

– a falta de patrocinadores é um mal do atletismo português; mas haveria sempre a possibilidade de contratar menos primeiros planos estrangeiros…

– o Estádio Universitário (organismo público!…) é incompreensivelmente caro e as suas duas pistas passam todo o ano “criminosamente” (nem sabemos se devam ser tiradas as aspas…) desaproveitadas. Mas o Estádio 1º Maio, mesmo com seis pistas, poderia ser perfeitamente o palco do evento.

– a degradação do material do Estádio Universitário é um facto, a que não é alheio o desaproveitamento da pista.

Volta entretanto a falar-se no Estádio Nacional como solução. Claro que todas as pistas são úteis e necessárias mas fazer este tipo de meetings num estádio enorme, que se apresentaria deserto, não parece ser boa solução. Há 50 anos, o atletismo enchia as bancadas dos estádios (Alvalade, 1º Maio, então FNAT) mesmo com entradas pagas… até para campeonatos de juniores! Quando lá se construiu a primeira (e durante vários anos única) pista sintética em Portugal, todas as competições passaram para lá e, aos poucos, as bancadas foram-se esvaziando. Não parece ser solução, havendo em Lisboa o Estádio Universitário. Este é que tem que passar a ser aberto ao atletismo (mediante compensação justa), tanto a nível de competições como de treinos, como foi durante largos anos.

Deixar Resposta