Acesso (ainda) mais limitado no Mundial de pista coberta

0
5414

Todos os concursos do Mundial de pista coberta de Birmingham’2018 terão finais diretas, pelo que o acesso à competição será ainda mais limitado, com mínimos bem menos acessíveis. Os saltos verticais terão apenas 12 concorrentes – tal como as provas combinadas – e os saltos horizontais e o peso terão 16. E, nestes, depois dos três ensaios iniciais, os oito primeiros terão direito a mais dois, mas apenas os quatro melhores farão o sexto e último…

Eis os mínimos fixados pela IAAF, os quais poderão ser obtidos desde 1 de janeiro deste ano: altura – 2,33 (M) e 1,97 (F); vara – 5,78 (M) e 4,71 (F); comprimento – 8,19 (M) e 6,76 (F); triplo – 17,05 (M) e 14,30 (F); peso – 20,80 (M) e 18,20 (F). Depois, a IAAF escolherá mais alguns atletas (consoante o ranking da época) para preencher as quotas previstas. Mas cada país poderá participar apenas com um máximo de dois atletas por prova.

Nas corridas, também os 3000 m femininos terão final direta (mínimo: 8.50,00 ou 8.28,00 ao ar livre). Mas os mínimos são também exigentes. Neste último inverno, nas corridas, apenas Loréne Bazolo, entre os atletas nacionais, deles se aproximou, com 7,33 aos 60 m, a três centésimos do mínimo.

Critérios de acesso em

https://www.iaaf.org/competitions/iaaf-world-indoor-championships/news/world-indoor-championships-qualification-syst

 

Deixar Resposta