Agência russa suspende seis atletas por doping

0
1994

Mês e meio depois de ter sido autorizada a voltar a realizar exames, a Agência Russa Antidopagem (RUSADA) pune cinco corredoras e uma halterofilista com suspensões de um a oito anos.

A atleta Lyubov Kharlamova, de 36 anos, foi punida com dois anos de suspensão. Ela foi medalhada de prata nos 3.000 m obstáculos no Campeonato Europeu de 2010, disputado em Barcelona. Kharlamova já havia suspensa por dois anos após ser quarta no Campeonato Europeu de 2006.

Ekaterina Doseykina, também atleta dos 3.000 m com obstáculos, e reincidente em exames positivos, agora vai cumprir uma pena total de quatro anos.
Outras suspensas foram Irina Sergeyeva, vice-campeã europeia no Campeonato Europeu de Corta-Mato, com dois anos e meio de suspensão; Zilya Garipova (um ano, a partir de outubro de 2016); e Ivan Khudyakov, corredora de provas com obstáculos, com uma pena de quatro anos (a contar de abril deste ano).
A pena mais pesada foi imposta à halterofilista Anastasiya Vorobyova, que ficará proibida de disputar competições durante oito anos (a partir de julho).

TAS suspende Anna Pyatykh por quatro anos

anna-pyatykhTambém o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) anunciou nesta sexta-feira a suspensão de quatro anos da russa Anna Pyatykh, do salto triplo.

A russa deverá devolver a medalha de bronze que conquistou no Mundial de Atletismo de 2007, em Osaka, no Japão. Pyatykh estava suspensa de forma preventiva desde dezembro de 2016, e deverá ficar afastada das competições até o final de 2020.

Os prémios e resultados conquistados entre 6 de julho de 2013 e 15 de dezembro de 2016 foram desqualificados, incluindo medalhas, títulos e pontos. Como a Federação Russa de Atletismo está suspensa, o TAS foi responsável por julgar o caso em primeira instância.

 

Deixar Resposta