Aí está mais uma Meia-Maratona de Lisboa

0
3181

Com mais de 10 mil concorrentes a completarem a meia-maratona e vários milhares na “mini”, a Meia-Maratona de Lisboa, com partida na Ponte 25 de Abril, é a principal corrida de estrada nacional e uma das melhores do Mundo. Terá este domingo a sua 27ª edição, mais uma vez com um excelente lote de corredores africanos, desta feita com o setor feminino em especial evidência, já que estarão na linha de partida a queniana Viviam Cheruiyot, campeã olímpica dos 5000 m (e vice dos 10000 m) e ainda campeã mundial dos 10000 m, e a etíope Mare Dibaba, campeã mundial da maratona (3ª nos Jogos Olímpicos). E ainda a etíope Ruti Aga, vencedora desta prova em 2016, e a queniana Mercy Wacera Ngugi, já com dupla presença (2ª e 3ª) no pódio do Mundial de Meia-Maratona. Especial expetativa à volta de Vivian Cheruiyot, que fará apenas a sua segunda meia-maratona, depois de uma auspiciosa estreia na Great North Run, em Inglaterra, com 1.07.54.

No setor masculino, há a assinalar a presença de três atletas já com menos de uma hora na distância, entre os quais o eritreu Nguse Amlosom, duas vezes vencedor da meia-maratona da Ponte Vasco da Gama e que fará a sua estreia nesta outra “meia” lisboeta.

A nível nacional, expetativa especial à volta da presença de Jéssica Augusto, a pouco mais de um mês de correr a Maratona de Hamburgo. Nas duas últimas épocas, Sara Moreira esteve em foco (2ª em 2015 e 5ª em 2016) mas, vinda de lesão, está ainda longe do seu melhor. Já Dulce Félix, 2ª em 2011 e a melhor portuguesa entre esse ano e 2014, embora anunciada, apenas correrá a “mini”, pois está de regresso após lesão. Anunciadas estão também Salomé Rocha e Catarina Ribeiro.

Já no setor masculino, estarão presentes os melhores portugueses das três últimas edições: Hermano Ferreira (17º em 2014), Ricardo Ribas (14º em 2015) e Samuel Barata (16º em 2016). Mas eles (e os demais) farão certamente uma corrida à parte…

Deixar Resposta