Alberto Salazar reconhece seus “comentários duros” para com atletas do Projeto Oregon Nike

0
542

Alberto Salazar reconheceu ter utilizado diversas vezes uma linguagem com vários atletas do grupo Projeto Oregon Nike, refutando ainda assim as acusações de abuso e discriminação.

“Na ocasião, eu posso ter feito comentários insensíveis ou duros durante estes anos onde ajudei os meus atletas a seguir um treino intensivo”, declarou Salazar num comunicado publicado na 3ª feira no jornal The Oregonian.

O antigo treinador, agora suspenso por quatro anos, nega entretanto as acusações de abuso ou discriminação de que tem sido alvo.

Na semana passada, a atleta Mary Cain revelou ao New York Times ter sido vítima de sevícias físicas e mentais no seio do grupo, resultantes do regime imposto por Salazar.

Também outros antigos atletas do Projeto Nike Oregon, como Kara Goucher, Amy Yoder Begley e Jackie Areson, criticaram os métodos de treino de Salazar.

“Se um atleta ficou ferido com um dos meus comentários, da minha parte foi involuntário e fico desolado”, declarou Salazar. “Mas contesto contudo a ideia de que uma atleta tenha sofrido abusos ou de discriminação sexual no Projeto Oregon”.

“Talvez que isso deva mudar. Com efeito, tratei os homens e as mulheres da mesma maneira. Tratar as minhas atletas femininas diferentemente, não seria no seu próprio interesse pessoal”, concluiu Salazar.

Deixar Resposta