Algarve recebeu primeiro teste de nova fórmula de competição para os Jogos Europeus de 2019

0
1910

Vila Real de Santo António foi palco, este domingo, do primeiro teste de uma nova fórmula de competição (DNA – Dynamic New Athletics), promovida pela Associação Europeia em conjunto com a Federação e a Associação do Algarve, tendo em vista a sua inclusão nos Jogos Europeus de Minsk’2019.

Esta nova fórmula é uma competição coletiva com 10 provas em duas horas, que inclui algumas tradicionais, como os 100 m (masc. e fem.), 110/100 m barreiras , altura (fem.), comprimento (fem.) e dardo (masc.), e ainda um “trackathlon” (uma volta à pista com corrida de 50 m com arrasto/5 kg, peso com pés juntos, passagem de três obstáculos, comprimento a pés juntos e nova corrida), uma estafeta mista de 4×400 m e, a terminar, uma “Caçada” (The Hunt), ou seja, uma estafeta mista 800-600-400-200 m, partindo cada equipa (exceto a que liderar) tantos metros atrás da linha de partida quantos os pontos de atraso que tiver (pontuação das nove primeiras provas: 12-10-8-6-4-2 pontos). A classificação final será a da chegada à meta desta última prova.

Desta vez, os 100 m e as provas de barreiras foram substituídas por 60 metros (pois estamos no inverno) e a formação vencedora foi a espanhola da Andaluzia, seguida de uma jovem equipa do Benfica e da Juventude Vidigalense. Participaram seis equipas e este formato voltará a ser estudado pela Associação Europeia em abril e terá nova experiência prática em julho, em Minsk, Bielorússia.

 

Deixar Resposta