Alimentar o cabelo

0
476

É um dado adquirido que a alimentação é um dos fatores que mais influencia – pela positiva e pela negativa – o nosso estado de saúde. No entanto, no que respeita ao cabelo, não existe evidência segura que certos alimentos possam ter um efeito positivo no crescimento de cabelo. Mas há ingredientes de uma dieta saudável que se pensa terem um impacto positivo para o couro cabeludo.

Salmão – fonte de proteínas de elevada qualidade, é benéfico sobretudo por fornecer ácidos gordos ómega 3, vitamina B12 e ferro: uma deficiência nestes nutrientes pode deixar o couro cabeludo seco e o cabelo baço.

Vegetais com folha verde-escura – espinafres (boa fonte de vitamina B6) e brócolos são indispensáveis por serem abundantes nas vitaminas A e C, que as glândulas sebáceas usam como matéria-prima: além disso, fornecem magnésio, cálcio e ferro.

Feijões e lentilhas – ajudam graças às proteínas, ao ferro, ao zinco; contêm ainda vitamina H (biotinal) que em falta, pode deixar o cabelo quebradiço; fonte de ácido fólico.

Frutos secos – contêm ácido linoleico, ácidos gordos ómega 3 que ajudam a deixar o cabelo macio e brilhante; fornecem também zinco, que se pensa poder ajudar a travar a queda do cabelo.

Carne de aves – o frango e o peru contribuem para um couro cabeludo saudável por possuírem proteínas de elevada qualidade.

Ovos – além de proteínas, têm vitaminas B12 e H (biotinal), que alimentam a beleza do cabelo.

Cereais integrais – proporcionam zinco, ferro e vitaminas do complexo B, que dão força ao cabelo.

Ostras – fornecem zinco que é um poderoso antioxidante também para o cabelo.

Cenouras – são uma boa fonte de vitamina A, essencial para um cabelo sedoso e brilhante.

Lacticínios magros – a razão está no cálcio que dá força ao cabelo.

Deixar Resposta