Ana Cabecinha e Etson Barros, eleitos Atletas do Ano pela Associação de Atletismo do Algarve

2
2300

A Associação de Atletismo do Algarve divulgou os prémios anuais da época 2016/17 e que contemplou quatro atletas, um dirigente, um treinador, um clube e um juiz.

A marchadora Ana Cabecinha e Etson Barros,  recordista nacional dos 2.000m obstáculos em juvenis e medalha de ouro no FOJE, ambos do Clube Oriental do Pechão, foram eleitos Atletas do Ano.

O Clube Oriental do Pechão esteve em destaque com quatro nomeações.

PRÉMIOS ANUAIS
NOME PRÉMIO
Ana Cabecinha (COP) Atleta do Ano Feminina
Etson Barros (COP) Atleta do Ano Masculino
Leticia Lopes (CDQ) Revelação do Ano Feminina
Robin Vieira (AABV) Revelação do Ano Masculino
Monica Barros (CDQ) Dirigente do Ano
Paulo Murta (COP) Treinador do Ano
Clube Oriental de Pechão Clube do Ano
Andreia Martins Juiz do Ano
 A Associação divulgou ainda a lista dos sete atletas e dois treinadores internacionais da região. A marcha é a grande responsável pelo elevado número de internacionais.
ATLETAS INTERNACIONAIS
NOME CLUBE
Ana Cabecinha Clube Oriental de Pechão
Carolina Costa Clube Oriental de Pechão
Edna Barros Clube Oriental de Pechão
Etson Barros Clube Oriental de Pechão
Fatoumata Diallo Clube Oriental de Pechão
Juliana Guerreiro Casa do Benfica de Faro
Rodrigo Marques Clube Oriental de Pechão
TREINADOR INTERNACIONAL
Paulo Murta Clube Oriental de Pechão
Nuno Amaral Casa do Benfica de Faro

2 Comentários

  1. Boa noite, sobre a Noticia dos prémios anuais da Associação de Atletismo do Algarve, existe um lapso lamentável, o Etson Barros NÃO é Marchador, é só Recordista Nacional nos 2.000mt Obstáculos de Juvenis, para além de ter sido Medalha de OURO no FOJE (2.000mt Obstáculos) e Campeão Nacional de Corta-mato da Categoria de Juvenis.
    Associar o Etson à disciplina de Marcha atlética, é pouco lógico a quem desde de Infantil não faz provas Nacionais de Marcha. Esperamos correcção da noticia.

    • Muito obrigado pela chamada de atenção pela nossa falha, da qual pedimos desculpas.
      Já retificámos o erro.
      Cumprimentos,
      Manuel Sequeira

Deixar Resposta