Apenas dez “Atletas Neutros” da Rússia podem ir aos Jogos Olímpicos

0
386

O Conselho Mundial da World Athletics reuniu-se em Monte Carlo e tomou uma série de medidas económicas e desportivas contra a Rússia. Uma sanção de dez milhões de dólares e restrições ao número de “atletas neutros” (ANA) que podem competir internacionalmente.

Nos Jogos Olímpicos e nas grandes competições, só poderão participar no máximo dez atletas ANA. Estes deverão passar por uma Junta de Revisão independente sobre o doping que analisará exaustivamente caso a caso para receberem a devida autorização.

Esta decisão abre a porta a atletas críticos do sistema russo como Shubenkov, Lasitskene e Sidorova que este ano, não têm tido autorização para competir a nível internacional porque as autorizações estavam congeladas. Já para os meetings, não haverá limite de “atletas neutros”.

Mas há ainda uma condição. Se a Federação Russa não pagar cinco milhões de dólares dos dez de multa agora aplicados, antes de 1 de Julho, as autorizações para os “atletas neutros” serão revogadas. Os outros cinco milhões terão um prazo de dois anos para serem pagos.

“O pacote de sanções aprovado hoje pelo Conselho reflete a seriedade do delito da Federação Russa e envia uma mensagem clara de que tomamos este tipo de delitos por parte das nossas federações membros com extrema seriedade. Sempre tratámos de separar os atletas limpos de um sistema contaminado, por isso restabelecemos o processo ANA para os atletas da Rússia, mas limitando o número de participantes”, disse Sebastian Coe, presidente da World Athletics.

Deixar Resposta