As melhores fontes de Proteína Vegetal

0
331

Muitos são aqueles que acreditam nos benefícios da alimentação vegetariana para a melhoria dos seus resultados desportivos. Mas onde podemos conseguir as proteínas? Rodrigo Langeani transmite-nos a sua experiência na matéria.

Existe uma falsa sabedoria entre as pessoas que para sobreviver é necessária a ingestão de proteína animal (carne, frango, peixe, ovos e laticínios). Acredite-se ou não, é possível viver-se de uma dieta estritamente vegana (é o nome que se dá àqueles que não ingerem nenhum alimento de origem animal),sem nunca sofrer uma deficiência proteica.

Não importa o quão ativo é o seu estilo de vida. Uma dieta equilibrada de origem vegetal fornece a proteína mais do que suficiente para satisfazer as necessidades do corpo, sem todas as gorduras saturadas que dominam a dieta ocidental típica.

Aqui está uma lista de sete fontes de proteína vegetal:

1- Grão de Bico: 24 g de proteína/100 g

Pode usar o grão-de-bico em pratos variados. Ele não só fornece nutrientes como fibra e potássio, mas também é uma boa fonte de proteína. Como o grão-de-bico é baixo em gordura saturada e não tem colesterol, pode incluir regularmente na sua alimentação. É ótimo também para substituir o feijão e comer juntamente com o arroz.

2- Lentilhas: 17,9 g proteína/100 g

Deliciosas, nutritivas e muito fáceis de preparar.

3- Tempeh: 24g proteína /100 g

Um alimento fermentado à base de soja, o tempeh é uma alternativa saudável e repleta de proteína. Faz um excelente hamburguer de vegetais e funciona como uma alternativa da carne na preparação de almôndegas que acompanham muito bem um macarrão, ou arroz integral e vegetais.

4. Feijão (Preto, Carioca, Frade): 12-15g proteína/Copo

Além de ser o acompanhamento ideal para o arroz, é ótimo em muitos pratos como o chili e sopas, saladas ou arroz com vegetais.

5- Quinoa: 11g de proteína/copo

Uma pequena semente, a quinoa é uma alternativa de alta proteína para acompanhar o arroz ou macarrão, servido sozinho ou com vegetais e verduras. Ele fornece uma boa base para um hamburguer de vegetais e também é um cereal para comer ao pequeno-almoço quando acompanhado de leite de coco ou amêndoas e frutas.

6. Spirulina: 6 g de proteína/10 g

Uma alga azul-verde, a espirulina é uma proteína completa, altamente bio disponível contendo todos os aminoácidos essenciais. Com 60% de proteína (o mais elevado de qualquer alimento natural), é uma fonte de proteína vegetal que pode ser incluída nas suas vitaminas e sumos.

7. Castanhas: 14-18g de proteína/100 g

Castanhas, amêndoas, nozes, amendoins…as opções são infinitas. As castanhas são ricas em gorduras boas e minerais.

 

Deixar Resposta