Atletas correm com 30 graus negativos em Chicago

0
1215

Enquanto em Portugal, se corre nos dias mais frios com baixas temperaturas mas ainda assim positivas, os atletas populares norte-americanos têm de enfrentar temperaturas que podem chegar aos 40/50 graus negativos!

Uma massa de ar gelado semelhante a um ciclone, pode fazer as temperaturas baixarem até -53º C nalgumas regiões. Segundo o Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos, há a possibilidade de uma pessoa congelar em menos de dez minutos se ficar ao ar livre com essa temperatura.

chicago 2Chicago, por exemplo, registrou temperaturas mais baixas que o Everest e a Antártica. Na quarta-feira, os termómetros marcaram -30º C e a cidade ficou coberta de neve e gelo. Mesmo assim, o amor pela corrida tem falando mais alto para alguns residentes de Chicago.

Nas redes sociais, há várias imagens de atletas populares da cidade correndo ao ar livre. As fotos geram um misto de sentimentos: ao mesmo tempo que causam apreensão, é curioso observar como os fãs de corrida parecem não se importar com barbas e cabelos congelados, além das roupas pesadíssimas, que mais parecem vestimentas de ski.

3.700 dias de corrida

Um dos casos mais emblemáticos de amor pela corrida em Chicago é o de Perry Romanowski, de 49 anos. O frio, a neve e o gelo não impedem que ele saia para correr todos os dias (sem exceção!) há mais de dez anos.

Romanowski treina diariamente desde 18 de Novembro de 2008, totalizando mais de 3.700 treinos consecutivos. Até a onda de frio atingir Chicago, ele não corria menos de duas milhas, o equivalente a 3.2 km, por dia. Com as condições desfavoráveis, ele foi obrigado a diminuir o ritmo, passando para milha e meia (2,4 km) nesta semana.

“Hoje foi um verdadeiro desafio, mas eu consegui correr duas milhas”, afirmou Romanowski na quarta-feira ao site canadiano Running Magazine.

Embora o volume de treinos atual seja reduzido, ele está acostumado a correr longas distâncias, tendo já disputado 41 maratonas.

Deixar Resposta