Atletas russos apelam a Vladimir Putin

0
244

Maria Lasitskene, Sergeï Choubenkov e Anzhelika Sidorova apelaram ontem a Vladimir Putin para não ficarem excluídos dos JO de Tóquio

Depois de terem interpelado a sua Federação há 13 dias, as principais figuras do atletismo russo Maria Lasitskene, Sergeï Choubenkov e Anzhelika Sidorova dirigiram-se ontem ao presidente Vladimir Putin para evocar a “situação catastrófica” da sua modalidade e pedir-lhe que aja de forma a não privá-los de estarem presentes nos Jogos Olímpicos de Tóquio. “Nós queremos chamar a sua atenção para a situação catastrófica da nossa modalidade. Nós estamos à beira do caos definitivo e da destruição do atletismo”, escreveram eles numa carta aberta, publicada nas suas contas das redes sociais.

“Nós já perdemos os JO 2016 e é muito possível que percamos também os próximos Jogos de Tóquio”, acrescentaram, acreditando no entanto, que o problema “não é tanto sobre as nossas carreiras, que terminarão mais cedo ou mais tarde, mas o atletismo russo no seu conjunto”.

Na sua carta, os três atletas lembram ainda a Vladimir Putin que ele tinha em Maio de 2019, ordenado ao Comité Olímpico russo de pôr na ordem a Federação Russa de Atletismo. Esta, tem até ao dia 1 do próximo mês de pagar uma multa no valor de cinco milhões de dólares imposta pela World Athletics em Março. Se ela não pagar, a sua quota de dez atletas russos autorizados a participarem nos Jogos de Tóquio sobre bandeira neutra, será suspensa. A uma semana do prazo, os dirigentes da Federação dizem não dispor da verba necessária.

Citado pelo site especializado Sports.ru, o vice presidente da Federação, Edouard Bezouglov, afirmou na semana passada que “seja o governo, seja os mecenas ricos”, estavam em condições de pagar a multa.

Deixar Resposta