Atletismo italiano de luto: morreu Giuseppe Ottaviani aos 104 anos

0
282

O atletismo italiano está de luto. No último domingo, Giuseppe Ottavianni faleceu aos 104 anos, em Sant’Ippolito, onde nasceu em 20 de Maio de 1916. Ex-alfaiate, o atleta italiano mais velho da história, teve uma carreira recheada de medalhas e recordes mundiais nas competições máster. A causa da morte não foi informada.

“Um exemplo extraordinário de longevidade ativa, ele tem sido o protagonista nas últimas temporadas em torneios italianos e internacionais, conquistando títulos e recordes mundiais. ‘Atletismo é alegria!’: Esse é o lema que o popular ‘Peppe’ sempre procurou com entusiasmo e paixão”, lamentou num comunicado, a Federação Italiana de Atletismo.

Ottavianni entrou para o atletismo nos anos 80 já nas categorias máster, com 70 anos. Ele conquistou o seu primeiro título italiano aos 83 anos, em 1999. Destacou-se ainda mais quando chegou ao escalão M95. Competiu em 11 disciplinas. Foram 55 títulos nacionais, 13 recordes italianos, oito recordes europeus e um recorde mundial.

Em 2014, converteu-se no atleta italiano com o maior número de vitórias num único evento num Campeonato Mundial: dez medalhas de ouro em Budapeste.

Ottavianni ainda competiu na categoria M100, com mais oito recordes mundiais. Ele foi o primeiro atleta com mais de 100 anos a disputar o salto triplo.

Nos últimos nove anos, dada a sua proveta idade, concorria sem adversários, o que lhe garantia muitas medalhas de ouro e recordes mundiais no seu escalão.

No último Mundial máster, foi o único competidor na categoria M100. Disputou três provas e, claro, venceu todas: triplo salto (2,18 m), salto em comprimento (0,85 m) e lançamento do peso (3,31 m).

Deixar Resposta