Atletismo russo não pagou multa de 5 milhões de dólares à World Athletics

0
230

O atletismo russo espera agora a sentença da World Athletics depois de não ter pago ontem a multa de cinco milhões de dólares, passo prévio para a sua reabilitação. “Ao dia de hoje, a federação russa não dispõe de meios económicos para o pagamento das multas impostas pela World Athletics”, afirmou Yevgueni Yurchenko, presidente da Federação Russa de Atletismo, à agência TASS.

Yurchenko sublinhou que a federação fez “todo o possível” para encontrar o dinheiro mas foi “impossível”, entre outras razões, pela crise económica causada pela pandemia do coronavírus.

“Confio no sentido comum por parte da World Athletics em relação com o atletismo russo, especialmente tendo em conta a complicada situação económica no mundo”, acrescentou.

Na mesma linha, o ministro dos Desportos, Oleg Matitsin, apelou à solidariedade da federação internacional, referindo que a federação russa está combatendo “ativamente” o doping.

Matitsin acrescentou que escreveu aos presidentes da World Athletics, Sebastian Coe, e do Comité Olímpico Internacional, Thomas Bach, para que não sejam os desportistas russos a pagarem pelos pecados dos antigos dirigentes da federação. “Espero que como mínimo, esta petição seja atendida”, disse ainda Matitsin.

Entretanto, a tripla campeã mundial do salto em altura, Maria Lasitskene, responsabilizou Yurchenko pela atual situação. “Independentemente de como se desenvolva a situação a partir de agora, está claro que Yurchenko não cumpriu com as suas obrigações ante os desportistas. E na realidade, nos últimos meses demonstrou ser um dirigente débil”, disse a atleta.

Lasitskene, a maior crítica da gestão da sua federação desde há anos, lamentou que Yurchenko tenha ficado satisfeito em Março com a concessão do estatuo neutro a dez atletas russos e que três semanas antes do prazo da multa, tenha chegado à conclusão de que a decisão da World Athletics era ilegal. “Com os seus atos, traiu os atletas limpos. Não estou segura de que o nosso desporto possa sair desta situação com uma pessoa como essa à frente da federação”, assinalou.

Deixar Resposta