Australiana Sally Pearson regressa ao Mundial após longa ausência

0
2009

A australiana dos 100 m barreiras, Sally Pearson, ausente por lesão desde 2014 faz parte da delegação australiana que terá 48 participantes no Mundial de Londres a partir da próxima semana. Destes 48, o país contará com 20 que se estrearam nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Pearson foi campeã do mundo em Daegu 2011 (Coreia do Sul) e campeã olímpica em Londres 2012. Mas sucessivas lesões, fizeram-na estar ausente do Mundial de Pequim 2015 e dos Jogos Olímpicos em 2016.

Este ano, a australiana é a segunda do ranking mundial com 12,48, numa lista liderada pela americana Kendra Harrison com 12,28.

Para os australianos, este Mundial terá um duplo objetivo já que estará em jogo a seleção para os Jogos da Commonwealth de 2018 que se celebrarão no seu país, em Gold Coast.

Britânico Greg Rutherford ausente
greg-rutherfordJá Greg Rutherford não poderá defender o seu título mundial do salto em comprimento ante os seus compatriotas, devido a uma lesão no tornozelo.

O britânico que tinha ganho o ouro olímpico em Londres 2012 e o bronze no Rio 2016, não conseguiu recuperar da lesão que sofreu no mês passado quando competia na Itália, no meeting de Gavardo.

“Tive nos últimos dias de aceitar a triste realidade. Fiz tudo o que pude. Estou devastado. Este estádio é tão especial para mim. Não poderei competir frente aos melhores fans do mundo e no estádio que mudou a minha vida”, lamentou Rutherford, de 30 anos, num comunicado.

“As lesões no ligamento do tornozelo e uma pubalgia têm levado mais tempo do que esperávamos e não tenho sido capaz de saltar nos treinos”, explicou.

 

Deixar Resposta