Bahrain «ganha» Campeonato Asiático com… africanos

0
1286

(Foto de arquivo)

O Bahrain foi o país mais medalhado (11 medalhas de ouro, 7 de prata e 4 de bronze) nos 23º Campeonatos da Ásia, realizados em Doha (Qatar), de 21 a 24 deste mês. Mas, das suas 22 medalhas, apenas a de prata no peso feminino (por Noora Salem Jassem, com um recorde nacional de 18,00) foi conseguida por uma atleta com origem no país, podendo juntar-se-lhe um dos elementos da equipa feminina de 4×100 m que conquistou a medalha de bronze. Todas as outras medalhas foram conseguidas por atletas que eram ex-nigerianos (velocistas), ex-quenianas ou ex-etíopes (fundistas), além de um ex-marroquino, campeão de 10000 m, todos eles naturalizados nos últimos anos. A federação internacional (IAAF) já limitou essas naturalizações, impondo um alargado período de espera. Mas atrasou-se… A China foi o segundo país mais medalhado e ganhou na pontuação (8-7-6-…-3-2-1 pontos aos 8 primeiros), na qual o Bahrain desceu para terceiro.

Os campeonatos tiveram um elevado nível, com nada menos de 13 recordes da Ásia (dois deles de atletas africanos…) e oito melhores marcas mundiais do ano. Destaque especial para o qatar Abderrahman Samba, que obteve 47,51 nos 400 m barreiras (tem 46,98 como melhor em 2018) e para a ex-nigeriana (agora do Bahrain) Salwa Naser, com quatro medalhas de ouro (200 m, 400 m, 4×400 m e 4×400 m mistos) e mais uma de bronze (4×100 m). A ex-queniana Winfred Yavi sagrou-se campeã de 5000 m e obstáculos e ainda foi terceira nos 1500 m.

Nestes campeonatos não se realizaram provas de marcha nem maratonas.

PAÍSES MAIS MEDALHADOS

                         O         P         B

Bahrain            11         7          4

China                9         13         7

Japão                5          4          9

India                 3          7          7

Uzbequistão      3          –           2

(17 países medalhados)

PONTUAÇÃO

1º China                          295

2º Japão                          250

3º Bahrain                       189

4º Índia                           169

5º Kazaquistão                  79

(31 países pontuados)

RECORDES DA ÁSIA BATIDOS (13):

Masculinos:
110 bar. Xie Wenjun CHN 13,21
400 bar. Abderrahman Samba QAT 47,51
Vara Ernest John Obiena PHI 5,71
Disco Ehsan Hadadi IRI 65,95
Dardo Cheng Chao-Tsun TPE 86,72
4×100 m Tailândia THA 38,72
Femininos:
100 m Olga Safronova KAZ 11,17
200 m Salwa Eid Naser BRN 22,74
10000 m Shitaye Eshetu Habtegebrel BRN 31.15,62
Disco Geng Bin CHN 65,36
Martelo Wang Zheng CHN 75,66
Dardo Liu Huihui CHN 65,83
4×100 m China CHN 42,87
Misto (nova prova):
4×400 m Bahrain BRN 3.15,75

MELHORES MARCAS MUNDIAIS DO ANO (8):

Masculinos:
800 m Abubakar Haydar Abdallah QAT 1.44,33
3000 ob. John Kibet Koech BRN 8.25,87
110 bar. Xie Wenjun CHN 13,21
400 bar. Abderrahman Samba QAT 47,51
Altura Majed Eldein Ghazal SYR 2,31 (=)
Dardo Cheng Chao-Tsun TPE 86,72
Femininos:
Heptatlo Yekaterina Voronina UZB 6198
4×100 m China CHN 42,87

Deixar Resposta