Balanço da época 2018 – 400 metros (F): A Cátia Azevedo só faltou o recorde

0
889

Com a sua segunda marca de sempre (51,84), que lhe valeu a passagem à meia-final do Europeu de Berlim, Cátia Azevedo teve uma época positiva, à qual apenas terá faltado o recorde nacional (51,63), alcançado em 2016. Ela foi a líder de um quarteto que ganhou direito a estar nos 4×400 m do Europeu e que contribuiu para que os rankings das 10 e 20 melhores (médias de 54,83 e 56,13) fossem os segundo e quarto de sempre, respetivamente.

PÓDIO:

1ª CÁTIA AZEVEDO (SPORTING)

Líder anual pela 6ª vez consecutiva, conseguiu cinco das suas (até agora) dez marcas sub’52,30, com destaque para a melhor do ano (51,84) – a segunda abaixo de 52 segundos – e para os 52,26 que lhe valeram o título ibero-americano, a fechar a época.

2ª RIVINILDA MENTAI (BENFICA)

Foi, de entre as três atletas que se seguiram a Cátia Azevedo, a mais consistente, com cinco marcas até 54 segundos (uma apenas para cada uma das outras). Progrediu de 53,95 (em 2015) para 53,63.

3ª DOROTHÉ ÉVORA (SPORTING)

Melhorou de 54,38 (em pista coberta) para 54,02 e, praticamente a fechar a época, para 53,54, subindo a sétima de sempre.

E AINDA…

Também Filipa Martins, vice-campeã nacional, progrediu, de 54,19 para 53,83 mas lesionou-se na parte final da época e acabou por ficar fora da seleção de 4×400 m que esteve no Europeu, sendo substituída por Joceline Monteiro. Destaque ainda para a campeã nacional júnior Fatoumata Diallo, que progrediu de 56,68 para 55,71.

A REVELAÇÃO: ANA COSTA (BOAVISTA)

Ainda juvenil de primeiro ano, progrediu de 57,18 para 55,66, sendo já a terceira juvenil de sempre. Foi semifinalista no Europeu de Juvenis.

Ranking da época: http://atletismo-estatistica.pt/anuais/absolutos-2018-f-2/

Deixar Resposta