Balanço da época 2018 – 3000 m obstáculos (F): Surpreendente Emília Pisoeiro

0
329

Sem as primeiros planos de anos anteriores, as quais foram deixando a especialidade, Joana Soares manteve o primeiro lugar do ranking, mas viu surgir a “inesperada” Emília Pisoeiro, de 32 anos, que no ano de estreia chegou a 10.09,87 e a derrotou no Campeonato de Portugal. Mas, depois, os rankings continuam muito modestos. A média das 10 primeiras melhorou ligeiramente, de 10.55,54 para 10.54,33 mas continua das piores de sempre, a mais de 40 segundos (!) da de 2009 (10.13,41). A média das 20 primeiras foi de 11.34,94, a pior desde 2006 (quando a especialidade estava no seu início) e a mais de 30 segundos do melhor ano (11.03,63 em 2009).

PÓDIO:

1ª EMÍLIA PISOEIRO (RD ÁGUEDA)

Estreou-se nos obstáculos com 10.14,62 e, depois, sagrou-se campeã nacional derrotando Joana Soares, com 10.09,87. Surpreendente.

2ª JOANA SOARES (GD ESTREITO)

Terminou a época ganhando uma prova na Ribeira Brava com mais de um minuto de vantagem, em 10.05,41, recorde pessoal e melhor marca do ano. Tinha 10.18,95 como melhor em 2016 e melhorara para 10.11,12 no Campeonato de Portugal. Mas perdera o título nacional…

3ª DANIELA SOUSA (GD ESTREITO)

Tinha como melhor 10.28,48 em 2015 e sagrou-se campeã nacional universitária com 10.28,19. Depois, fechou o pódio do Campeonato de Portugal, com 10.29,74.

E AINDA…

Apenas mais duas atletas até aos 11 minutos: Carla Reis melhorou de 10.49,37 para 10.39,90; Anais Silva, que vive nos Estados Unidos, tinha 11.51,69 e correu mais uma vez a distância, agora em 10.49,60.

A REVELAÇÃO: EMÍLIA PISOEIRO (RD ÁGUEDA)

Tem 32 anos e preferimos salientar jovens, mas este foi mesmo um caso especial…

Ranking da época: http://atletismo-estatistica.pt/anuais/absolutos-2018-f-2/

 

Deixar Resposta