Balanço da época 2018 – 5000 metros (M): Rui Pinto lidera, Samuel Barata ganha

0
2945

Conseguindo finalmente marcas que há muito valia, Rui Pinto lidera o ranking anual de 5000 metros. Mas, por cá, foi Samuel Barata, campeão de Portugal e vencedor na I Divisão, quem ganhou as principais competições, em ambos os casos com vantagem de centésimos face a Bruno Albuquerque. Quanto aos rankings, melhoraram face aos dos últimos anos – médias de 14.06,45 no top’10 e de 14.17,32 no top’20 -, são as melhores desde 2011 e 2010, respetivamente, mas continuam bem longe (cerca de 40 segundos!) dos recordes de 1987… há mais de 30 anos! E, este ano, o primeiro sub’23 tem mais de 14 minutos e meio e o primeiro júnior quase 15 minutos…

PÓDIO:

1º RUI PINTO (BENFICA)

Tinha 13.59,45 como recorde pessoal e melhorou-o para 13.48,80 (em Espanha), primeiro, e 13.46,31 (na Grã-Bretanha), depois. E rondou os 14 minutos nas duas outras corridas que fez, também no estrangeiro.

2º EDUARDO MBENGANI (BENFICA)

Continua longe dos 13.35,29 alcançados em 2010, chegando agora a 13.47,82 na prova em Huelva onde derrotou Rui Pinto. E teve ainda marcas de 13.49,33 em França e 13.51,13 na Bélgica.

3º SAMUEL BARATA (BENFICA)

Foi terceiro na Taça dos Clubes Campeões Europeus (14.13,46) e 11º nos Jogos do Mediterrâneo (14.14,93) mas, por cá, dominou, sagrando-se campeão de Portugal, com 14.04,96, e vencedor na I Divisão, com 13.57,30, à beira do recorde pessoal de 13.56,43 que está longe de traduzir a sua valia atual.

E AINDA…

Bruno Albuquerque perdeu por centésimos face a Samuel Barata no Campeonato de Portugal (14.05,10) e na I Divisão (13.57,76) e também ele vale mais que os 13.52,66 que tem (desde 2012) como recorde pessoal. Progressos para Miguel Marques, de 14.34,42 para 14.04,35; Hugo Correia, de 14.18,66 para 14.16,53; e Fernando Serrão, de 15.01,61 para 14.18,90.

A REVELAÇÃO: MIGUEL MARQUES (SPORTING)

Sendo o mais jovem de entre aqueles que progrediram (era sub’23 em 2017) e tendo melhorado meio minuto relativamente ao ano passado, optámos por Miguel Marques como Revelação.

Ranking da época: http://atletismo-estatistica.pt/anuais/absolutos-2018-m-2/

 

 

Deixar Resposta