Balanço da época 2018 – Disco (M): Belo ganha mas Edujose lança mais longe

0
2151

Edujose Lima foi a novidade (agradável) da época, ao tornar-se o quarto português acima dos 60 metros (60,83) – 3º de sempre – mas Francisco Belo ganhou três dos quatro confrontos diretos, entre os quais os dois mais importantes: Campeonato de Portugal (58,63-55,52) e I Divisão (56,54-53,70). Daí a primazia neste nosso pódio. Depois, houve vários jovens em progressão e um recorde nacional de juniores. A média dos 10 melhores do ano melhorou de 50,92 em 2017 para 52,92, sendo a segunda de sempre, a 10 cm da melhor de 2004 (53,02), e a média dos 20 melhores (48,84) superou a anterior melhor de 48,20, em 2016. Muito positivo…

PÓDIO:

1º FRANCISCO BELO (BENFICA)

Lesionado no inverno, não atingiu as marcas de 2017 (recordes nacionais a 61,55 e 62,05), ficando-se pelos 60,09 no Meeting Internacional de Leiria. Mas ganhou as principais provas nacionais.

2º EDUJOSE LIMA (SPORTING)

Grande progressão de 55,86 para 60,83 (recorde nacional sub’23 batido três vezes: 57,65-59,09-60,83). Foi campeão nacional sub’23, 3º no Campeonato do Mediterrâneo sub’23 e 6º na Taça da Europa de Lançamentos.

3º FILIPE VITAL E SILVA (ESPANHA)

Conseguiu como melhor 57,00 em Leiria e 56,25 em Lovelhe, ainda aquém do seu recorde pessoal de 59,06, em 2014.

E AINDA…

Acima de 47 metros, bateram recordes pessoais o irlandês Marco Pons, de 53,43 para 53,76; o júnior Emanuel Sousa, de 49,21 para 52,40; Otoniel Badjana, de 48,09 para 49,70; Rodolfo Garcia, também júnior, de 47,47 para 49,29; e Mykyta Sudashov, de 42,50 para 49,00. Uma referência ainda para o ex-recordista nacional Jorge Grave que, depois de ausente em 2017, regressou em fevereiro (lançou 51,09) mas não mais lançou.

A REVELAÇÃO: EMANUEL SOUSA (BENFICA)

Com o disco de 1,75 kg, melhorou de 52,15 para 62,87, batendo o recorde nacional de juniores que estava em 59,19 (de António Vital Silva).

Ranking da época: http://atletismo-estatistica.pt/anuais/absolutos-2018-m-2/

 

 

Deixar Resposta