Balanço da época 2019 – 1500 metros (F): Marta Pen a espaços. Mariana e Salomé em pleno

0
896

Com uma época com vários períodos de ausência competitiva, Marta Pen liderou o ranking nacional mas “apenas” com 4.10,20, distantes dos 4.03,99 de 2018. Mas confirmou ser a melhor ao ganhar a I Divisão a Salomé Afonso e Mariana Machado, que registaram bons progressos. As médias das 10 (4.18,74) e 20 melhores marcas (4.24,38) são as melhores desde 2002 e 2003, respetivamente, embora se mantenham a cerca de cinco segundos das melhores de sempre, em 2000 e 1999.

PÓDIO:

1ª SALOMÉ AFONSO (SPORTING)

Progrediu de 4.22,68 para 4.11,62, foi campeã de Portugal de pista coberta e ar livre e campeã sub’23 de pista coberta. Ponto alto foi o 5º lugar no Europeu de Sub’23. E foi 4ª no Europeu de Seleções.

2ª MARIANA MACHADO (SC BRAGA)

Foi 4ª no Europeu de Juniores, depois de, nesse mesmo dia (!), ter sido vice-campeã de 3000 metros. Antes, batera por duas vezes o já seu recorde nacional de juniores, passando-o de 4.13,31 para 4.13,17 e 4.10,61.

3ª MARTA PEN (BENFICA)

Conseguiu 4.10,20 em agosto, na Bélgica, como única marca de certa valia (as restantes ficaram abaixo de 4.18). Antes, ganhara (mas com dificuldade) no Nacional da I Divisão (38 centésimos entre as três primeiras).

E AINDA…

Distante do “trio” da frente, Patrícia Silva também teve uma época positiva, ao melhorar de 4.17,90 para 4.15,75 e, principalmente, ao ser 6ª no Europeu de Sub’23. Carla Mendes, que melhorou de 4.21,60 para 4.16,06, também se aproximou das melhores e foi vice-campeã nacional de pista coberta. E Neide Dias, com quase 32 anos, progrediu de 4.20,21 para 4.17,35.

A REVELAÇÃO: ANDREIA PINGUEIRO (J VIDIGALENSE)

Já sub’23, começou esta época a dar nas vistas. Progrediu de 4.38,72 para 4.24,34 e foi vice-campeã de Portugal e campeã sub’23, embora num caso e outro, com várias falhas de primeiras figuras.

Ranking da época em http://atletismo-estatistica.pt/

Deixar Resposta