Balanço da época 2019 (Sub’23 F): Júnior Mariana Machado foi a melhor sub’23

0
141

Tal como no setor masculino, foi uma atleta júnior (Mariana Machado) a melhor entre as sub’23. Os seus tempos em 1500 e 3000 m colocam-na já como a terceira sub’23 de sempre e a dos 5000 m como quinta. Em foco, esteve igualmente Cláudia Ferreira, também terceira de sempre, no dardo. Não houve recordes nacionais mas foram 16 as atletas que melhoraram no top’10 de sempre nas respetivas especialidades, tantas quantas, as de 2018. E, entre as melhores do ano, houve, em 2019, 12 marcas superiores às de 2018, contra 10 piores. Das 22 líderes do ano, nada menos de nove são ainda juniores (eram sete em 2018). E estão no seu último ano de sub’23, cinco outras, tantas quantas as de 2018.

No Europeu da categoria, elas estiveram bem melhor que eles: foram nada menos de quatro, as atletas entre as oito primeiras: Salomé Afono foi 5ª e Patrícia Silva 6ª, ambas nos 1500 m; Cláudia Ferreira foi 6ª no dardo; e Jéssica Barreira 8ª no comprimento. Tal como em 2018, o Sporting sagrou-se campeão nacional, tanto ao ar livre (10 pontos de vantagem) como em pista coberta (24 pontos), em ambos os casos com o Benfica em 2º lugar.

PÓDIO:

1ª MARIANA MACHADO (SC BRAGA)

Em grande destaque nos 1500 e 3000 m, provas nas quais brilhou no Europeu de Juniores. Ainda júnior, conseguiu ser a melhor sub’23. Os seus 4.10,61 aos 1500 m são apenas superados pelos 4.04,10 de Carla Sacramento (em 1992) e pelos 4.08,92 de Marina Bastos (em 1993). Os 8.58,81 aos 3000 m só ficam aquém do recorde de Inês Monteiro (8.52,47) e dos 8.56,33 de Fernanda Ribeiro… em 1987.

2ª CLÁUDIA FERREIRA (SPORTING)

Foi 6ª no Europeu de sub’23 e é já a melhor dardista nacional, ao progredir de 51,50 em 2017 para 52,34. E subiu a terceira sub’23 de sempre, a seguir a Sílvia Cruz (54,43) e Marisela Silva (52,96). Chegará ao recorde em 2020?

3ª SALOMÉ AFONSO (SPORTING)

Foi 5ª no Europeu de Sub’23, venceu no Campeonato do Mediterrâneo e a sua marca aos 1500 m (4.11,62 – progressos de 15 segundos!) coloca-a como 5ª de sempre.

E AINDA…

Jéssica Barreira optou esta época pelos saltos (nos quais tinha como recordes pessoais marcas de juvenil!) e progrediu de 6,10 para 6,44 no comprimento e de 12,76 para 12,90 no triplo, sendo agora a 4ª e 9ª sub’23 de sempre. Patrícia Silva esteve bem no Europeu (6ª nos 1500 m) e progrediu nos 800 m (2.06,45-2.05,70 – 9ª sub’23 de sempre) e nos 1500 m (4.17,90-4.15,75).

RECORDES NACIONAIS SUB’23 BATIDOS EM 2019

Não houve

SUBIDAS NO TOP’10 SUB’23 DE SEMPRE
Mariana Machado SCB 1500 m 4.10,61
Mariana Machado SCB 3000 m 8.58,61
Cláudia Ferreira SCP dardo 52,34
Jéssica Barreira SCP comp. 6,44
Salomé Afonso SCP 1500 m 4.11.62
Mariana Machado SCB 5000 m 16.01,14
Ivanilda L. Semedo SLB disco 50,92
Carla Reis SLB 3000 ob. 10.24,55
Bárbara Neiva SCP 3000 ob. 10.26,45
Carolina Costa COP 20 km M 1.41.34
Patrícia Silva SLB 800 m 2.05,70
Jéssica Barreira SCP triplo 12,90pc
10ª Catarina Lourenço SLB 100 m 11,78
Laura Taborda SCP 3000 ob. 10.27,88
Juliana Guerreiro CBfF 400 bar. 59,88
Mariana Pestana ACDJS martelo 57,36
AS MELHORES SUB’23 DO ANO PROVA A PROVA
100 m Catarina Lourenço 0 SLB 11,78
200 m Catarina Lourenço 0 SLB 24,15
400 m Juliana Guerreiro 01 SCP 55,45
800 m Salomé Afonso 97 SCP 2.05,19
1500 m Mariana Machado 00 SCB 4.10,61
5000 m Mariana Machado 00 SCB 16.01,14
10000 m Manuela Martins 98 MCP 35.14,16
3000 ob. Carla Reis 97 SLB 10.24,55
100 bar. Mariana António 98 SCP 13,97
400 bar. Juliana Guerreiro 01 SCP 58,88
Altura Ana Leite 01 ACDJS 1,71
Vara Beatriz Batista 97 SLB 3,65pc
Comp. Jéssica Barreira 97 SCP 6,44
Triplo Jéssica Barreira 97 SCP 12,90
Peso Marisa Carvalho 99 SLB 13,85
Disco Ivanilda L. Semedo 00 SLB 50,92
Martelo Mariana Pestana 01 ACDSJ 57,36
Dardo Cláudia Ferreira 98 SCP 52,34
Heptatlo Marisa Carvalho 99 SLB 5149
20 km M Carolina Costa 98 COP 1.41.34
4×100 m Sel. Nac. S’23 (jun.) 45,98
4×400 m Sporting CP 3.54,98

Nota: indicamos, sucessivamente, prova, atleta, ano de nascimento, clube, marca e lugar no ranking nacional do ano.

Deixar Resposta