Balanço da época 2020 – 400 m barreiras (M): Diogo Mestre dominou… exceto no Campeonato de Portugal

0
90

O venezuelano Lucírio Garrido, mesmo aquém dos 49,66 que conseguiu em 2014, dominou as provas que realizou, em especial a I Divisão (50,48) e o Campeonato de Portugal (50,76 como extra). Dos atletas nacionais, o melhor foi Diogo Mestre… exceto no Campeonato de Portugal, onde foi derrotado inesperadamente por Edgar Remédios… que correu numa série secundária.

PÓDIO:

1º DIOGO MESTRE (BENFICA)

Depois de uma época de 2019 com problemas, conseguiu agora 51,90 como melhor, mais perto dos seus 50,39 de 2018. Teve ainda marcas de 52,07 e 52,30. Só foi surpreendido no Campeonato de Portugal.

2º EDGAR REMÉDIOS (GD ESTREITO)

Fez sensação ao sagrar-se campeão nacional, com 52,75, contra 52,76 de Diogo Mestre, o favorito e que ganhou a série principal. Aproximou-se a 10 centésimos do seu recorde pessoal, datado de 2017. A sua segunda marca foi de 53,93.

3º ANDRÉ SÁ (C BF FARO)

Foi 2º na I Divisão com 52,46, próximo dos 52,30 de 2019, e fechou o pódio do Campeonato de Portugal, com 53,24.

E AINDA…

Aos 35 anos, Jorge Paula ainda foi o quarto português da época, conseguindo 53,72 na I Divisão (3º). Paulo Soares (53,77 como melhor) não confirmou as expetativas de 2019 (52,46). Paulo Neto, com 53,89, aproximou-se do seu melhor da época passada (53,68).

MELHOR PROGRESSÃO: DUARTE FERNANDES (CP PONTÉVEL)

Com 58,65 como recorde pessoal (em 2018, ainda juvenil) progrediu para 54,70 (6º no Campeonato de Portugal), depois de se sagrar campeão nacional de juniores.

Ranking da época em http://atletismo-estatistica.pt/

Deixar Resposta