Balanço da Época de 2017 (juniores femininos)

0
4115

Marisa Carvalho lidera excelente ranking

  • Vários recordes nacionais e apenas quatro provas (em 23) fecham top’10 pior que em 2016

Muito positiva a época júnior feminina de 2017, com 13 líderes melhores (e uma igual) relativamente às de 2016 num total de 23 provas e nada menos de 19 décimas classificadas com melhores marcas, contra apenas quatro piores. E se, relativamente às primeiras, se pode falar na influência de Marisa Carvalho, que lidera em seis delas, o mesmo já não se pode dizer no que toca às 10ª classificadas, que apenas em quatro casos são piores que as de 2016 – na vara, comprimento, disco e heptatlo. Mais: 12 das 22 líderes do ano (incluindo Marisa Carvalho!) manter-se-ão juniores em 2018.

Já a melhor júnior (e juvenil) do ano em 2016, Marisa Carvalho voltou a ser figura de topo em 2017, com recordes nacionais nos 100 m barreiras, com 13,41 (antes: Eva Vital 13,62 em 2010) e no heptatlo, com 5755 pontos, mas não homologado por falta de controlo antidoping subsequente (Rafaela Vitorino mantém-se recordista com 5278 desde 2013) e participação na seleção de 4×100 m que bateu o recorde nacional de juniores (e sub’23!), com 45,52 no Europeu de Juniores. Formaram a equipa Joana Carlos, Marisa Carvalho, Catarina Lourenço e Catarina Karas e retiraram quase segundo e meio ao recorde de 46,98 que vigorava desde 2001! E, mesmo assim, não chegaram à final (12º tempo da eliminatória). A presença no Europeu de Grosseto foi mesmo o aspeto negativo da época: apenas Marisa Carvalho, 6ª nas barreiras, foi finalista (não passou de 16ª na qualificação do comprimento) e apenas ela (nas barreiras) e Carolina Costa, 11ª nos 10 km marcha, se classificaram (esta à tangente…) na primeira metade das classificações em 17 presenças.

Outros pontos altos da época foram o recorde nacional júnior do dardo, por Cláudia Ferreira, com 51,50 (antes: Sílvia Cruz, 50,81 em 1999), e o quarto lugar coletivo da seleção nos 10 km da Taça da Europa de marcha, com Inês Reis (8ª) e Carolina Costa (10ª).

Os títulos nacionais coletivos foram este ano mais disputados. O Sporting ganhou o de ar livre (198 p), à frente de J. Vidigalense (176) e Benfica (143). O Benfica venceu em pista coberta (196 p), derrotando Sporting (174) e J. Vidigalense (133).

PÓDIO

1ª MARISA CARVALHO (BENFICA)

Liderou o ranking júnior em nada menos de seis provas e em mais duas está no top’10. Estreou-se com recordes nacionais nos 100 m barreiras (13,41) e heptatlo (5755), melhorou de 24,44 para 23,97 nos 200 m e de 12,75 para 13,68 no peso, igualou os 6,24 no comprimento e, com 11,73 na única prova de 100 m que fez, ficou aquém dos 11,65 da época passada. E foi 6ª no ranking da altura, melhorando de 1,61 para 1,64, e 8ª no do dardo, com 34,76, aquém dos 36,47 de 2016.

2ª CLÁUDIA FERREIRA (SPORTING)

Progrediu de 49,85 para 51,50 no dardo, recorde nacional júnior, e sucedeu a Sílvia Cruz também como líder anual, parecendo ser agora a mais certa candidata à efetiva sucessão da recordista nacional absoluta. Lançou uma segunda vez acima dos 50 m, com 50,26 a fechar a época.

3ª CATARINA FERNANDES (SPORTING)

Estreou-se no heptatlo e subiu a sexta júnior de sempre na primeira época. E foi a melhor júnior do ano na altura, melhorando de 1,70 para 1,73, e a terceira nos 100 m barreiras (14,34), entrando no top’10 da época em seis provas. Muito positivo.

E AINDA…

Mais três atletas progrediram bem e entraram no top’10 júnior de sempre: Suzana Cruz (CA Marinha Grande), de 11,73 para 12,54 (em pista coberta) no triplo; Catarina Lourenço (Sal. Manique), ainda juvenil, de 12,31 para 11,92 nos 100 m e de 25,37 para 24,54 nos 200 m; e Carina Pereira (Benfica), de 24,94 para 24,53 nos 200 m (e melhorou nos 400 m de 56,55 para 56,28 em pista coberta). Referência ainda para Ana Fernandes (Sporting), já a segunda martelista nacional, com 57,53, embora tenha ficado aquém dos 57,72 de 2016. No meio-fundo curto, destaque para Patrícia Silva (Benfica), ainda jún

MELHORES JUNIORES 2017
100 m Marisa Carvalho 99 SL Benfica 11,73
200 m Marisa Carvalho 99 SL Benfica 23,97
400 m Carina V. Pereira 98 SL Benfica 56,28pc
800 m Patrícia Silva 99 SL Benfica 2.08,48
1500 m Patrícia Silva 99 SL Benfica 4.25,57
3000 m Marta Lourenço 01 Maia AC 9.53,17
5000 m Francisca Borges 98 Sporting CP 17.47,65
10000 m Fátima Costa 99 CA Tâmega 41.26,14
3000 ob Francisca Borges 98 Sporting CP 11.05,14
100 bar. Marisa Carvalho 99 SL Benfica 13,41
400 bar. Rafaela Hora 98 C+S Lavra 61,3
Altura Catarina Queirós 98 A Jardim Serra 1,73pc
Catarina Fernandes 98 Sporting CP 1,73
Vara Bárbara Mota 99 AC Vermoil 3,35
Comp. Marisa Carvalho 99 SL Benfica 6,24
Triplo Suzana Cruz 98 CA Mar. Grande 12,54pc
Peso Marisa Carvalho 99 SL Benfica 13,68
Disco Micaela Sereno 00 J Vidigalense 45,94
Martelo Ana Fernandes 98 Sporting CP 57,53
Dardo Cláudia Ferreira 98 Sporting CP 51,5
Heptatlo Marisa Carvalho 99 SL Benfica 5755
10 km M Carolina Costa 98 CO Pechão 48.43,21
4×100 m Sel. Nacional Juniores 45,42
4×400 m Sporting CP 4.04,02
MELHORES JUNIORES 2018*
100 m (Catarina Lourenço 00 CA Sal. Manique 11,92)
200 m (Catarina Lourenço 00 CA Sal. Manique 14,54)
400 m Fatoumata Diallo 00 CO Pechão 56,68
800 m (Beatriz Rodrigues 99 RD Águeda 2.08,93)
1500 m (Mariana Machado 00 SC Braga 4.26,90)
3000 m (Lia Lemos 01 Maia AC 10.02,87)
5000 m Sara Duarte 99 UD Várzea 18.34,45
10000 m (Rute Soares 99 ACD J Serra 42.18,92)
3000 ob. Laura Taborda 99 CCD L Floresta 11.07,24
100 bar. (Bárbara Silva 99 A Jardim Serra 14,43)
400 bar. Juliana Guerreiro 01 C Bf Faro 61,78
Altura Joana Ogura 99 Sporting CP 1,67
Vara (Carlota Gonçalves 01 UFC Tomar 2,96)
Comp. (Catarina Karas 00 Sporting CP 5,62)
Triplo Eduarda Ferreira 01 J Vidigalense 12,28
Peso (Ana Beatriz Gomes 00 CS Marítimo 12,24)
Disco (Inês Carreira 00 J Vidigalense 38,48)
Martelo Milene Jesus 99 ACD S João 51,73
Dardo Bárbara Bica 01 CS Gaia 36,91
Heptatlo (Valeriya Semenikhina 99 SL Benfica 4361)
10 km M Inês Reis 99 CCD L Floresta 48.43,51

Atleta estrangeira: comp. – (Fatoumata Baldé (GBS) 00 C Sal. Manique 5,69)

* Colocamos nesta lista as melhores de 2017 que ainda serão juniores em 2018 (ou segundas, entre parênteses, caso as primeiros tenham sido as melhores da época)

SUBIDAS NO TOP’10 DE SEMPRE
Marisa Carvalho (Benfica) 100 bar. 13,41
Cláudia Ferreira (Sporting) dardo 51,5
Marisa Carvalho (Benfica) heptatlo 5755
Marisa Carvalho (Benfica) 200 m 23,97
Suzana Cruz (CA Mar Grande) triplo 12,54pc
Catarina Fernandes (Sporting) heptatlo 5113
Catarina Lourenço (Sal. Manique) 100 m 11,92
Carina V. Pereira (Benfica) 200 m 24,53
10ª Catarina Lourenço (Sal. Manique) 200 m 24,54

 

 

Deixar Resposta