Beatriz Andrade e Bárbara Neiva finalistas no Europeu de Juvenis

0
2247

(Foto FPA)

Beatriz Andrade, nos 100 metros, e Bárbara Neiva, nos 2000 m obstáculos, ficaram apuradas para as respetivas finais do Europeu de Juvenis que esta quinta-feira se iniciou em Gyor (Hungria).

Beatriz Andrade, atleta do SCU Torreense, esteve muito bem na eliminatória, sendo segunda na sua série com 11,85 (v:-0,3 m/s), a escassos três centésimos do seu recorde pessoal. À tarde, na meia-final, foi quarta na sua série com 11,74 (v:+3,1 m/s) mas acabou por conseguir o oitavo tempo entre as semifinalistas… ajudada pelo vento favorável que não houve nas duas outras séries (-0,6 e +0,7). Com o seu recorde pessoal de 11,82, Beatriz Andrade é a terceira juvenil nacional de sempre, a seguir a Marisa Carvalho (11,65 em 2016) e Lucrécia Jardim (11,73 em 1988). A outra atleta portuguesa que correu os 100 m, Maria João Barbosa, foi quinta na sua eliminatória, com 12,22 (v:-1,0), o 24º tempo entre as 48 concorrentes. As melhores nas meias-finais foram a britânica Cassie-Ann Pemberton, com 11,56 ventosos (+3,1), e a italiana Patience Jumbo, com 11,59 (v:+0,7).

Já Bárbara Neiva foi oitava na sua série com 7.00,01, o 15º (e último) tempo de apuramento para a final. A atleta do Almada e Figueirinhas ficou bastante perto do seu recorde pessoal (6.58,95) e do seu melhor tempo deste ano (6.59,55), sendo previsível que os ultrapasse na final de sábado. A melhor marca da eliminatória pertenceu à francesa Lena Lebrun, com 6.42,30.

Em excelente plano esteve também Ana Costa, ainda juvenil de 1º ano (!) e que se qualificou para a meia-final dos 400 m (a realizar também esta sexta-feira, às 18.48h) com um recorde pessoal de 55,66. Foi segunda na sua série, com o 10º tempo entre as 32 concorrentes. A atleta do Boavista tinha como melhor 56,21 e é já a terceira juvenil nacional de sempre, com o recorde (Joana Frias, com 55,39) à mercê.

Menos felizes os outros dois portugueses que atuaram no primeiro dia: Mariana Pestana foi 25ª na qualificação do martelo/3kg, com 56,10, longe do seu melhor de 61,80; Rogério Amaral foi 15º na eliminatória de 1500 m, com 4.11,88, o pior tempo entre os 30 concorrentes às duas séries.

Esta sexta-feira, na 2ª jornada, para além de Beatriz Andrade na final de 100 metros (às 19.09 h) – terá a eliminatória de 200 m de manhã – e de Ana Costa na meia-final de 400 m, competirão mais oito atletas nacionais: João Bernardo e Lia Lemos nas finais diretas de 10000 m marcha e 3000 m, respetivamente; e, nas eliminatórias e qualificações, João Peixoto e Pedro Vilas-Boas nos 800 m, Etson Barros nos 2000 m obstáculos, Bernardo Moreira nos 400 m barreiras, João Pedro Buaró na vara e Juliana Guerreiro nos 400 m barreiras.

Deixar Resposta