Bolt mostra-se curioso sobre o seu sucessor nas pistas e confirma teste no futebol

0
2141

Homem mais rápido da história, o jamaicano Usain Bolt está muito perto da retirada. Dono de oito medalhas de ouro em Jogos Olímpicos, o velocista vai-se despedir das corridas em Agosto, no Campeonato Mundial, que será realizado em Londres. Esta semana, Bolt está em Ostrava, na República Checa, para a disputa de um meeting internacional, e falou sobre o futuro das provas dos 100 e 200 m:

– “Estou animado para ver, sentar-me e assistir e ver quem vai ser o próximo campeão olímpico nos 100 e 200 metros. Há muitas estrelas jovens chegando. É excitante ver quem realmente vai-se esforçar para ser um campeão” – disse.

Na última semana, ele abriu mão de disputar a seletiva jamaicana para o Campeonato Mundial. Como já estava classificado para a competição pois é o atual campeão olímpico dos 100 e 200 m, o jamaicano optou por não correr o evento na sua terra natal. Depois de Ostrava, onde vai correr os 100 m, o jamaicano ainda vai disputar a etapa de Mónaco da Diamond League antes do Mundial.

– “Cada competição será emocional. É uma temporada bem emotiva. Mas eu não estou preocupado em não ganhar o Mundial. O meu treinador sempre encontra uma maneira para eu ganhar” – disse.

Depois que deixar as pistas, Bolt tentará a sorte no futebol. Torcedor fanático do Manchester United, ele contou com o intermédio do seu patrocinador master, um período de treinos no Borússia Dortmund, da Alemanha, que também tem contrato com a Puma.

– “Está apalavrado, vou treinar com eles. Vamos ver como tudo vai acontecer. Se eu me der bem, então lhes direi para seguirmos adiante e que tentarei jogar com eles. Se não der certo, então vou-me calar”.

 

Deixar Resposta