Brigid Kosgei e Shura Kitata ganharam Maratona de Londres, com portuguesas desistentes

0
134

A queniana Brigid Kosgei, recordista mundial (2.14.04 em Chicago’2019), e o surpreendente etíope Shura Kitata foram os vencedores da Maratona de Londres, cuja 40ª edição, realizada este domingo, sem público a assistir, foi reservada à elite e teve a partida da prova feminina às 7.15 horas da manhã. Nesta corrida, Kosgei isolou-se depois dos 30 km e ganhou em 2.18.58 e com mais de três minutos de vantagem sobre a surpreendente norte-americana Sara Hall, que bateu o seu recorde pessoal com 2.22.01 e deixou a quatro segundos a campeã mundial Ruth Chepngetich.

As portuguesas Salomé Rocha e Catarina Ribeiro desistiram, a primeira depois dos 30 km e a segunda já não passando aos 15 km.

Brigid Kosgei andou sempre no grupo da frente e passou à meia-maratona em 1.08.13, gastando depois 1.10.45 na segunda metade. Sara Hall, que na época passada melhorara substancialmente o recorde pessoal ao fazer 2.22.16 em Berlim (foi 5ª), melhorou agora 15 segundos. Passou em 9º lugar à meia-maratona, com 1.10.27, e fez 1.11.34 na segunda metade.

Salomé Rocha estava a fazer uma boa prova, tendo passado à meia-maratona em 14º lugar, com 1.12.26, em andamento de recorde pessoal (2.24.47 no ano passado). Mas quebrou depois disso: começou com léguas a 17 minutos e pouco e gastou 17.55 dos 20 para os 25 km e 18.45 dos 25 para os 30 km. Quanto a Catarina Ribeiro, passou em 36.02 aos 10 km (quase dois minutos mais que Salomé) e desistiu a caminho dos 15 km de prova.

A prova masculina teve um desfecho inesperado. O etíope Shura Kitata, 2º em 2018 (com um recorde pessoal de 2.04.49) e 4º em 2019, ganhou agora com um segundo de vantagem sobre o queniano Vincent Kipchuba (2.05.41 contra 2.05.42). O etíope Sisay Lemma fechou o pódio, com 2.05.45. Os principais favoritos acabaram por desiludir. Mesinet Geremew, vice-campeão mundial e 2º em Londres’2019, cedeu na parte final e foi 4º com 2.06.04. O campeão olímpico e recordista mundial Eliud Kipchoge foi 8º com 2.06.42, sendo um dos quatro atletas do grupo de nove que lideraram desde início até aos 35 km, cedendo depois. Os atletas africanos dominaram por completo, com cinco etíopes e três quenianos nos oito primeiros lugares. O 9º foi o norueguês Sondre Norstad Moen, com 2.09.01, chegando com mais de dois minutos de atraso do queniano que o antecedeu.

Deixar Resposta