Bruno de Carvalho ameaça Federação Portuguesa de Atletismo

0
2904

Adensa-se a tensão no atletismo do Sporting, desta vez o presidente Bruno de Carvalho acusa a Federação Portuguesa de Atletismo de ter ultrapassado os limites“. 

Em entrevista à TSF, conduzida por João Ricardo Pateiro o Presidente do Sporting fala em “relação privilegiada” entre a FPA e o Benfica.

“A FPA ficou sem qualquer técnico nos seus quadros ligado ao Sporting, mas permanecem em funções dois técnicos do Benfica. Não querem ter o Sporting como inimigo de certeza, atirou em entrevista à TSF. A esta ameaça acrescentou esperar “que a Federação não perca a vergonha toda“. 

O técnico em questão é Carlos Silva que além de Diretor Técnico do Departamento de Atletismo do Sporting tinha o cargo de Técnico Nacional na Federação de Atletismo e foi dispensado.

“Não me identifico com a maneira, com as regras, valores, formas como se trabalha no Benfica. Não me identifico com os valores que são transmitidos. (..) Não me interessa plástico, sou muito pouco plástico, é uma das minhas características”, disse o dirigente.

Com o clube da Luz, a rivalidade voltou depois das transferências de vários atletas para o Sporting, entre eles Marcos Fortes e Nelson Évora.

No “caso Nelson Évora” que trocou o Benfica pelo Sporting, o clube da Luz reclama o direito de opção sobre o contrato do atleta, já o campeão olímpico, cujo contrato teria acabado dia 30 de setembro, diz que era um atleta livre. A transferência está ainda em processo da análise pela Federação.

*com Joana Leça

Deixar Resposta