Christian Coleman já pode correr no Mundial de Doha

0
604

Acusado de ter faltado a três controlos antidoping, o sprinter Christian Coleman arriscava uma suspensão até dois anos. No entanto, a Agência Americana Antipoding (USADA) autorizou o atleta a participar nos Mundiais de Doha, ao retirar a acusação que pesava sobre ele.

Segundo a USADA, as três faltas de Coleman deram-se em 6 de Junho 2018, 16 de Janeiro 2019 e 26 de Abril de 2019. No entanto, o atleta alegou que a falta de 6 de Junho 2018 não foi nessa data mas sim em 1 de Abril 2018. Assim, o período de 12 meses não foi cumprido, tendo os seus advogados feito chegar esse argumento à USADA que o aceitou. Coleman safou-se da sanção por 26 dias. Coleman, de 23 anos, pode assim respirar de alívio.

 

Deixar Resposta