Christian Taylor quer ter o direito de se manifestar durante os Jogos Olímpicos

0
256
Christian Taylor (USA)

O norte-americano Christian Taylor é bicampeão olímpico e tetra campeão mundial do triplo salto. Enquanto a regra 50 da Carta Olímpica ainda proíbe qualquer forma de manifestação durante os Jogos, Christian Taylor defendeu ontem que os atletas devem ter o direito de se manifestar pacificamente.

Este apelo surge na sequência do movimento Black Lives Matter e de muitas manifestações que tiveram lugar nos Estados Unidos e no mundo, após o assassinato de George Floyd, um afro-americano, por um polícia. Algumas instâncias internacionais desportivas como a FIFA autorizaram manifestações dos jogadores, como por exemplo colocar um joelho no chão antes do início dos jogos.

Os atletas vêem o que os desportistas fazem noutros desportos e pensam: “Nós não fazemos a mesma coisa”

Mas “são os nossos direitos humanos e pensamos que nós deveríamos ter o direito de protestar pacificamente”, declarou Taylor ao Times. “Os atletas vêem agora o que os desportistas fazem noutros desportos e pensam: ‘Nós não fazemos a mesma coisa’… Nós vemos Lewis Hamilton (campeão mundial da F1) na televisão em cada fim de semana trazer o seu apoio e é um efeito bola de neve. Os atletas reforçam os outros atletas. Outras organizações também se levantam. Nós podemos dar a mão aos atletas e ampliar a sua voz”.

Taylor faz parte do grupo mundial de atletas profissionais (The Athletics Association) para lutar pelos seus direitos.

 

Deixar Resposta