Cinco portugueses com mínimos para os Jogos de Tóquio’2020

0
124

A Federação Portuguesa de Atletismo divulgou hoje os critérios de seleção para os Jogos Olímpicos de Tóquio’2020, que se realizam entre 24 de julho e 9 de agosto (o atletismo inicia-se a 31 de julho). São dois os critérios de apuramento fixados pela federação internacional (IAAF): um primeiro por marcas; um segundo pela posição no Ranking Mundial da IAAF, sensivelmente um mês antes dos Jogos (29 de junho), a fim de se completarem as cotas de participação definidas prova a prova e que vão de 56 atletas nos 100 e 200 m aos 27 nos 10.000 m; dos 32 nos concursos aos 24 nas provas combinadas; dos 60 na marcha aos 80 na maratona. Nas estafetas, serão 16 as seleções escolhidas, oito das quais no Mundial de Doha dentro de um mês.

Com exceção dos 10.000 m, provas combinadas, maratona e marcha, cujo início do prazo para obtenção de mínimos foi fixado em 1 de janeiro de 2019, em todas as outras provas, o prazo conta a partir de 1 de maio deste ano.

Assim sendo, verifica-se que são cinco os atletas portugueses já com mínimos para Tóquio’2020: três triplistas, uma maratonista e um marchador. São eles, Pedro Pichardo (17,53), Patrícia Mamona (14,37), Evelise Veiga (14,32), Salomé Rocha (2.24.47) e João Vieira (3.46.38). Susana Costa já fez este ano 14,43 (o mínimo é 14,32), mas antes do início do prazo, e Nelson Évora está a um centímetro do mínimo (17,14). Mas tudo é ainda prematuro, já que falta quase um ano para os Jogos.

Os critérios de seleção poderão ser vistos no site da FPA.

Deixar Resposta