Como Sebastian Coe e a World Athletics mudaram de opinião em escassos dias!

0
709

Sebastian Coe mostra-se agora muito satisfeito com o adiamento dos Jogos Olímpicos. Como mudam os tempos! Para ver como a World Athletics e Coe mudaram de opinião no espaço de dias, voltamos a divulgar as notícias por nós publicadas em 19 e 20 deste mês, quando muitos atletas de topo já pediam o adiamento dos Jogos Olímpicos. Sem mais comentários…

O presidente da World Athletics, Sebastian Coe, acredita que é ainda cedo para tomar uma decisão sobre um possível cancelamento dos Jogos Olímpicos.

Em declarações à BBC, Coe argumentou que não se deve tomar uma decisão precipitada quando ainda faltam quatro meses para o início da competição. “Os eventos estão mudando a cada hora mas não é uma decisão que se deva tomar neste momento. Estamos tentando gerir a situação com a informação que temos”.

Sobre a possibilidade de adiar os Jogos por um ano, Coe explicou que à primeira vista, parece uma proposta sensata mas chamou a atenção que o atletismo tem em 2021 o seu Mundial e que o Europeu de futebol também foi adiado para o ano. “O calendário desportivo é complicado e não é fácil movê-lo de um ano para o seguinte”.

Ontem, o presidente da Comissão de Atletas do COI, Kirsty Coventry, assegurou que o objetivo é chegar ao início dos Jogos Olímpicos e disputá-los.

E no dia 20, publicámos outra notícia em que a World Athletics só pensava na realização dos Jogos Olímpicos.

A World Athletics pediu às federações nacionais que reajustem o sistema de classificação para os Jogos Olímpicos. A razão prende-se com o desequilíbrio que possa causar o cancelamento de provas, devido à pandemia do coronavírus.

Numa carta assinada por Jon Ridgeon, diretor geral da World Athletics, é dito: “Cremos que há suficiente flexibilidade e suficientes oportunidades para competir dentro do nosso desporto para que os atletas possam encontrar ‘meetings’ em que possam classificar-se nos próximos meses”.

Face às restrições que possam existir entre os atletas dos vários países, a World Athletics reconhece estar “explorando opções para ajustar o sistema de classificação se este se desequilibrar devido aos cancelamentos das competições ou restrições de viagem”.

Deixar Resposta