Como vai ser o regresso das corridas populares em Barcelona

0
373

Como vão partir os corredores. Sairão 36 por minuto e 2.160 por hora

A Corrida de La Mercé, programada para 20 de Setembro, será a primeira das grandes cinco provas que se disputarão na capital catalã, após a paralisação das competições desde 16 de Fevereiro, quando se disputou a Meia Maratona de Barcelona.

Depois da Corrida da Mercé, seguem-se a Maratona de Barcelona (25 Outubro), a Jean Bouin (22 Novembro), a Corrida dos Bombeiros (29 Novembro) e a Corrida dos Narizes (31 Dezembro).

Quanto ao formato das corridas, David Escudé, conselheiro dos desportos da autarquia catalã, avançou esta semana que a cidade terá “um novo modelo de evento popular”, sem tantos corredores de elite e estrangeiros e com um grande objetivo: “desfrutar do desporto”.

David Escudé assegurou que as partidas, chegadas e abastecimentos estarão dentro dos requisitos de segurança e sanitários exigidos neste momento.

O diretor do Championchip, Andreu Ballbé, responsável pelos sistemas de cronometragem das corridas em Barcelona há mais de vinte anos, apresentou um projeto para corrida de 10 km que minimiza grupos de pessoas antes da corrida, durante a mesma e depois dela.

Ballbé desenhou uma corrida com um limite inicial de 3.000 participantes nas provas de 10 km e também na maratona.

Recomenda-se que a partida e a meta estejam separadas. Em qualquer caso, montar-se-ão dois pórticos, de 4 a 6 metros de largura na partida e 4 metros na meta, com zonas de acesso para evitar cruzamentos entre os atletas.

A partida será escalonada em grupos de 3 em 3 corredores, mantendo os dois metros de distância, já que terão uma largura na partida de 6 metros, e que partirão em cada 5 segundos. Isto dá um total de 36 por minuto e 2.160 por hora. Em 1h25m, terão sido os 3.000 por ele referidos.

Atrás da linha da partida, a uns 10 metros, haverá que reservar uma área de 10 metros de largura por 72 de comprimento (uma superfície de 720 m2). Nesta zona, marcam-se claramente quadrados ou círculos de 2 metros, onde os corredores deverão estar colocados e avançar a cada 5 segundos.

Um membro da Organização controlará o acesso principal dos atletas, com 3 a entrar a cada 5 segundos, enquanto os outros corredores avançam em frente.

Noutro local mais à frente, outro membro da Organização deixará passar 3 corredores em cada 5 segundos, que podem ir para os tapetes da partida e começarem a correr. Tudo isto mantendo-se a distância de segurança.

Os participantes entrarão na área da partida 5 minutos antes da sua partida, pelo que esta área terá apenas em cada momento, 180 participantes lá dentro. E com as ruas largas de Barcelona, podem-se garantir as distâncias de segurança, sem nenhum problema.

Enfim, tudo diferente do que se tem feito até agora. Vai exigir muito esforço das Organizações e disciplina dos corredores.

Deixar Resposta