Coronavírus: Wilson Kipsang preso no Quénia

0
313

O antigo recordista mundial da maratona, o queniano Wilson Kipsang, passou a noite de 5ª para 6ª feira no posto da polícia de Iten, depois de ter sido detido num bar após o recolher obrigatório entre as 19 h e as 5 h da madrugada.

Segundo a imprensa britânica, Kipsang foi preso com mais 19 pessoas por haverem violado o recolher obrigatório imposto no país africano, devido à pandemia do coronavírus.

Iten é uma cidade situada em alta altitude onde os corredores de fundo treinam habitualmente.

Kipsang é oficial da polícia e declarou-se culpado perante a justiça e foi libertado contra uma caução de 5.000 schillings, cerca de 43 euros.

O atleta de 38 anos, que venceu as maratonas de Nova Iorque, Londres e Berlim, já tinha sido suspenso provisoriamente este ano pela Unidade de Integridade de Atletismo, depois de ter faltado às suas obrigações na localização e falsificação ou tentativa de falsificar das amostras.

 

Deixar Resposta