Corredor etíope é suspenso até 2019 após agredir treinador

0
2182

Chala Beyo apanhou uma suspensão de dois anos da federação nacional por agredir o treinador por não ter sido convocado para Mundial

A Federação de Atletismo da Etiópia anunciou que suspendeu por dois anos o atleta Chala Beyo, dos 3.000 m com obstáculos, por agredir o treinador Yohannes Mohammed. O ataque ocorreu num acesso de  raiva de Beyo ao descobrir que não estaria na equipa que disputará o Mundial de Atletismo de Londres.

Testemunhas dizem que Beyo carregava uma pedra mas que não a usou, preferindo disferir um soco no treinador, que precisou de atendimento médico no olho. A vítima prestou queixa, e a polícia procura o corredor.

Beyo esteve nos JO do Rio de Janeiro mas não se classificou para a final.

 

 

Deixar Resposta