Corrida da Árvore encanta cerca de um milhar de participantes em Monsanto

0
2308

(Fotos de Paulo Alfar e Manuel Sequeira)

É difícil encontrar alguém que não goste de correr em Monsanto, mesmo sabendo da dificuldade dos percursos, em constante sobe e desce.

Hoje, foi dia de mais uma prova no grande pulmão verde de Lisboa, a 23ª Corrida da Árvore, inserida no Circuito da Sustentabilidade, a primeira de quatro eventos com a vertente ecológica a ser reforçada pela Xistarca.

Triunfos de Marco Cardoso e Benvinda Santos

Corrida da Árvore2018-PartidaMarco Cardoso (CDR Ribeirinho) obteve um saboroso triunfo ao cruzar a linha de meta em 34.11, deixando Filipe Januário (C. Millennium) a 33 segundos e Daniel Pinheiro (Indiv.) a 1m26s.

Em femininos, Benvinda Santos (Juv. Vidigalense) impôs-se em 42.19, deixando Palmira Quinhama (Correr Lisboa) a 51 segundos e Cátia Nascimento (Indiv.) a 1m19s. Patrícia Pinto foi a última com 1.31.12.

Curiosamente, tivemos em 23 edições, 23 vencedores masculinos! Já em femininos, há um quarteto com dois triunfos cada: Verónica Correia, Carla Pinto, Kcénia Bougrova e Alexandra Alves.

Quebra de participantes

Corrida da Árvore2018-CAClassificaram-se 680 atletas, uma quebra significativa face aos 876 do ano passado e mais longe ainda do recorde fixado em 2014 com 1.124. Dos 676 de agora, tivemos 116 do sexo feminino (17,16%).

Houve ainda uma Caminhada na distância de 4 km que teve cerca de três centenas de inscritos.

A organização esteve em bom nível. Cada participante recebeu uma árvore para plantar num local à sua escolha.

ANA SOFIA RAIMUNDO/INDIVIDUAL

Corrida da Árvore2018-Ana RaimundoTem 22 anos e é auditora. Começou a treinar há um ano e esta foi a sua segunda corrida oficial. Tinha-se estreado na semana passada, na mini da Meia Maratona de Lisboa. Treina 3/4 vezes por semana e ainda faz ginástica. Não corre com um plano de treinos e não pensa correr uma maratona para já. Gostou da organização, tendo sido a 440ª da geral e 26ª do escalão com 1h01m06s.

 

NUNO MARQUES/INDIVIDUAL

Corrida da Árvore2018-Nuno MarquesTem 49 anos e é engenheiro civil. Corre há dez anos e estreou-se na Corrida do Tejo. Treina uma vez por semana e não pratica outra modalidade. Usa por vezes um plano de treinos, mais quando vai correr uma meia maratona. Não pensa correr uma maratona este ano e gostou da organização da prova. Foi o 400º da geral com 59m48s.

 

 

SOFIA AMBRIOSO/INDIVIDUAL

Corrida da Árvore2018-Sofia AmbriosoTem 40 anos e é gestora de informática. Corre há dois anos e estreou-se na Corrida do Tejo. Treina 1/2 vezes por semana e ainda vai ao ginásio. Não utiliza um plano de treinos nem pensa correr uma maratona para já. Gostou muito da prova. “Foi muito boa, apesar de difícil, foi uma experiência gratificante”. Foi a 525ª da geral e 38ª do escalão com 1h05m06s.

 

NUNO GONÇALVES/KEEP RUNNING

Corrida da Árvore2018-Nuno GonçalvesTem 64 anos e está reformado. Corre há 12 anos e treina 1/2 vezes por semana. Não pratica mais alguma modalidade e não utiliza um plano de treinos. Não pensa correr uma maratona este ano e classificou a organização como “perfeita”. Classificou-se em 574º lugar com 1h07m32s.

 

 

RESULTADOS 23ª CORRIDA DA ÁRVORE/LISBOA (18/03)

Masculinos

ca-1º1º Marco Cardoso (CDR Ribeirinho) 34.11; 2º Filipe Januário (C. Millennium) 34.44; 3º Daniel Pinheiro (Indiv.) 35.37; 4º Luís Salgado (Aminhacorrida) 35.49; 5º André Januário (Indiv.) 36.23; 6º Persan Athletic Club) 36.57; 7º Rui Cabeças (ID Vieirense) 37.04; 8º Tiago Castela (DCI-CCDRP Mealhada) 38.32; 9º Paulo Costa (RB Running) 38.39; 10º Rui Henriques (SS Montepio) 39.01

Femininos

ca-1ª1ª Benvinda Santos (Juv. Vidigalense) 42.19; 2º Palmira Quinhama (Correr Lisboa) 43.10; 3ª Cátia Nascimento (Indiv.) 43.38; 4ª Marta Conceição (Indiv.) 44.40; 5ª Ana Correia (Margil) 46.09; 6ª Patrícia Santiago (Grupo Corrida JCS) 47.41; 7ª Vera Santos (Indiv.) 48.19; 8ª Débora Arnedo (Indiv.) 49.20; 9ª Vandra Murteira (Aki AVamos Nós) 49.22; 10ª Maria Raposo (Indiv.) 49.49

Resultados completos em: http://xistarca.pt/resultados/corrida-da-arvore

Deixar Resposta